fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Esplanada

GSI fez oito alertas à cúpula do Governo sobre uso de celulares

Leandro Mazzini

Publicado

em

PUBLICIDADE

Desde janeiro, quando Jair Bolsonaro (PSL) assumiu a presidência da República, o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) emitiu oito recomendações e alertas relacionados à Segurança da Informação e Comunicações “julgados críticos e afetos aos órgãos e entidades da Administração Pública Federal”.

Após a divulgação de mensagens atribuídas ao ministro Sergio Moro, o Centro de Tratamento e Respostaa Incidentes Cibernéticos de Governo (CTIR Gov), vinculado ao GSI, emitiu o documento 2/2019, no qual recomendou aos integrantes do Governo que “restaurem o celular às configurações de fábrica,instalando o mínimo de aplicativos necessários (cuidado com as permissões de acesso dadas aos aplicativos de celulares)”.

No mesmo documento, o GSI alertou para o conserto ou o descarte de celulares e discos rígidos: “Mesmo vazios, seus dados podem ser recuperados”. E recomendou a “obstrução da câmera do celular ou do notebook quando não estiver em uso”.

Os outros sete documentos reúnem recomendações sobre com agir em caso de clonagem do celular, perfis falsos nas redes sociais (Telegram e Twitter) e Phishing, tipo de fraude, por meio da qual, um golpista tenta obter dados pessoais e financeiros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Hackers

No mesmo período do ano passado, o GSI emitiu quatro alertas e recomendações, conforme comparativo feito pela Coluna no CTIR Gov.Duas recomendações foram relacionadas à clonagem de contas do aplicativo WhatsApp e as outras sobre medidas para evitar o ataque de hackers.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade