Siga o Jornal de Brasília

Esplanada

Câmara pode chancelar legalização dos jogos de azar

Rejeitada pelo Senado em março, a legalização dos jogos de azar pode ser chancelada pela Câmara dos Deputados no âmbito do projeto (PL 2724/15) que prevê a ampliação da participação do capital estrangeiro em companhias aéreas brasileiras. Oito emendas foram apresentadas à proposta que tramita na Casa há três anos. Um delas, do deputado Andres Sanches (PT-SP), prevê a autorização para “exploração de jogos de fortuna em bingos, jogos on-line e cassinos estabelecidos em resorts”.

Estádios

Andres Sanches também defende, na emenda, autorização para o funcionamento de bingos em estádios de futebol com capacidade superior a 15 mil pessoas.

Pauta

O projeto está pronto para votação em plenário. Há duas semanas, chegou a ser discutido, mas foi retirado de pauta.

Veto

Relator do Orçamento, senador Dalírio Beber (PSDB-SC) reage sucinto ao veto do presidente Michel Temer que tirou R$ 1 bilhão da saúde em 2019: “Preocupante”.

Energia 1

Novo diretor presidente da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), André Pepitone, adianta à Coluna sua meta: “Temos de preparar o mercado e a regulação para recepcionar a inovação e, por meio dela, promover a eficiência e alcançar a modicidade tarifária, a qual emergirá em um mercado de energia cada vez mais aberto”.

Energia 2

Na avaliação de Pepitone, é a vez de os consumidores escolherem o seu fornecedor, “estimulando-se a concorrência”.

Lula de novo
Outdoors de protesto contra o ex-presidente Lula voltaram a ser espalhados pelas ruas de Curitiba com a mensagem: “Lugar de ladrão é na prisão. Não em eleição”.

Ascensão

A aparição de Fernando Haddad (PT) como o segundo vice com maior empatia dos eleitores, em sondagem nacional da Paraná Pesquisas, mostra que o pupilo de Lula da Silva tem potencial para crescer e ir ao segundo turno.

Contra-ataque

O presidenciável Cabo Daciolo chamou o governador Pezão, do Rio, de bandido em rede nacional. À Coluna, o governador diz que não leva a sério. “Ele botou fogo no quartel e deu marretada em colega na greve dos bombeiros anos atrás que o catapultou à fama”, contra-ataca Pezão.

Fator Lava Jato

Antes da fama nacional como juiz responsável pela operação Lava Jato, Sérgio Moro tinha cerca de 200 citações na busca do Google. Ontem, quatro anos após a operação, chegou a 17,4 milhões.

Escola é cultura

A Secretaria de Educação do estado do Rio de Janeiro vai batizar novas escolas com grandes nomes da cultura brasileira. Revelamos ontem que Cony será uma delas. Boa iniciativa do secretário Wagner Victer. Pela homenagem e por construir escolas – tão esquecidas país adentro.

Posse

Ary Bergher toma posse da presidência da Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro (Fierj) em 2 de setembro. Cerimônia contará com a presença do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do ministro do STF, Luiz Fux, e do embaixador de Israel, Yossi Shelly.

Você pode gostar
Publicidade