Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Habilidades profissionais além da educação

Educadores naturalmente têm facilidade de se adaptar em diversas situações, como solução de problemas, tomada de decisões e apresentações em público, por exemplo

Por Philip Ferreira 17/05/2023 10h34
Imagem ilustrativa

Outro dia, eu estava navegando pelo meu feed e me deparei com um post de um professor. Na publicação, ele perguntava o que é preciso para educadores se qualificarem para profissões fora da educação.

Como questionou o professor, a experiência em educação se traduz claramente para alguém no mundo corporativo que está procurando por vagas de emprego? A verdade é que o ensino vem com um conjunto de habilidades altamente invejáveis ​​que a maioria dos empregadores ficaria mais do que feliz em aproveitar. 

Quem não gostaria de contratar alguém que está acostumado com a imprevisibilidade e a dinâmica necessária para trabalhar em um prédio escolar e que pode construir conexões significativas com qualquer número de indivíduos, especialmente aqueles com perspectivas diversas? Abaixo, uma série de situações nas quais um professor se encaixa e sabe lidar com propriedade:

Solução de problemas

Quase todo dia, ocorrem incêndios grandes e pequenos (metafóricos, esperemos) que interrompem o fluxo das operações sem aviso prévio. Uma criança pode ter um colapso no meio da aula, ou a internet pode falhar, deixando os materiais de aula indisponíveis. Aconteça o que acontecer, os professores sabem como fazer ajustes rápidos na prática. A agilidade que acompanha a resolução regular de problemas é uma característica altamente desejável para qualquer funcionário em potencial.

Tomando uma decisão

Perdendo apenas para os controladores de tráfego aéreo, os professores tomam o maior número de decisões em um dia. Desde saber no que focar durante a instrução até decidir se uma criança deve ter permissão para fazer uma tarefa de uma maneira diferente, educadores fazem uma série de escolhas instantâneas com uma lente em mente: o que funciona melhor para os alunos, tanto individual quanto coletivamente. Mesmo com escolhas aparentemente pequenas, as apostas podem ser altas.

Se voltarmos e reensinarmos um conceito que parece não estar sendo assimilado, por exemplo, outros itens da ementa cujos quais as crianças precisam para passarem ao próximo ano letivo estarão em perigo? Do ponto de vista comportamental, também há muito o que descobrir. 

O que fazer com a criança que continua adormecendo, não importa quantas vezes seja acordada? Se uma turma mais animada faz uma atividade divertida, todos perderão o controle e não conseguirão se reagrupar para fazer uma tarefa mais séria? Todos esses julgamentos espontâneos podem ser exaustivos, mas também tornam os professores os principais candidatos a qualquer profissão que exija uma resposta confiante à imprevisibilidade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Apresentação e oratória

Não importa o dia, é quase garantido que os professores apresentarão informações aos alunos, geralmente de forma criativa para aumentar o envolvimento. As crianças dificilmente são um público voluntário, o que torna a captação de seu interesse um desafio significativo. 

A facilidade de falar em grupos geralmente é acompanhada de conforto ao falar em público em geral, embora não se deva presumir que todos os professores gostem de se levantar na frente de adultos. No entanto, geralmente se considera que os educadores têm uma vantagem sobre muitos outros profissionais quando se trata de falar bem, e essa vantagem se traduz de maneira muito mais consistente em ter estratégias de comunicação para compartilhar informações de maneira clara e atraente.

Gestão e liderança

Os professores estão acostumados a assumir a liderança, dentro e fora da sala de aula. Desde o gerenciamento dos resultados e comportamento dos alunos até a facilitação de equipes de ensino, a opção de sentar ou ser passivo simplesmente não existe. 

Pense em todas as partes móveis que os professores supervisionam todos os dias, desde fazer escolhas logísticas (o que acontece quando e como) até priorizar as necessidades de ensino para uma gama diferenciada de alunos. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além disso, os professores costumam ser líderes carismáticos e bem-sucedidos que inspiram as crianças a aprender com dedicação contínua e entusiasmo por seu trabalho. Com tantas bolas no ar, um professor que impulsiona o crescimento do aluno tem uma excelente estrutura para gerenciamento de projetos ou funções de supervisão em profissões fora da educação.

Comunicação interpessoal

Se os adultos acham que se comunicar claramente uns com os outros é um desafio, imagine como a capacidade de trabalhar de forma eficaz com diversas faixas etárias em uma variedade de necessidades diferenciadas aumenta o apelo de contratação de alguém.

Professores trabalham em equipe e colaboram uns com os outros (o que nem sempre é uma tarefa fácil), com uma variedade de alunos e, talvez, com pais, responsáveis ou líderes.

A habilidade necessária para se mover de um estilo de interação para outro com agilidade deve ser levada em conta, sem falar que é um trunfo claro para quem deseja trabalhar em um campo que exige muito contato com os outros. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Estrutura e organização

Os professores prosperam em sistemas organizados que tornam o aprendizado possível. São necessárias algumas manobras impressionantes para configurar métodos que permitam que as crianças aprendam nos ambientes mais funcionais possíveis. Desde o desenvolvimento de rotinas de aprendizado no início do ano até a facilitação de configurações complexas, como rotações de estação, os professores sabem como criar blocos de construção estruturais que fornecem resultados ideais. 

Para um cargo que exige esse tipo de pensamento estratégico, qualquer pessoa que tenha habilidades organizacionais provenientes do ensino em sala de aula já possui uma base sólida para desenvolver estruturas em qualquer área de trabalho.

Reação à mudança 

Mudanças no currículo? Sem problemas. Uma nova plataforma de dados? Claro, traga-a. Embora muitos educadores tenham dificuldade em dizer que amam a mudança, eles certamente estão acostumados a isso e podem lidar com os “socos”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em um mundo em constante evolução, mais campos profissionais estão procurando indivíduos que possam responder às novidades de forma produtiva. Quando os professores são entrevistados para cargos, expressar claramente seu conforto com estas situações lhes dão uma vantagem. Se alguém pode ensinar um nível de série totalmente novo e, ao mesmo tempo, ser treinado em um método de intervenção desconhecido, provavelmente pode lidar com qualquer número de solicitações exigentes. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Recebendo crédito por isso ou não, os professores são pessoas talentosas com inúmeras habilidades invejáveis. Mesmo que alguém não pretenda deixar a educação e entrar em uma nova linha de trabalho, uma melhor consciência da miríade de habilidades que os educadores trazem à mesa pode aumentar a apreciação geral das habilidades de ensino. De qualquer forma, nunca é uma má ideia retocar qualquer currículo empoeirado, nunca se sabe quando ele pode ser útil!






Você pode gostar