Do Alto da Torre

Justiça derruba medida protetiva contra Hermeto

A Justiça entendeu que as acusações de assédio moral, perseguição e ameaças não se sustentam

Por Lindauro Gomes 15/11/2019 12h11

Lucas Valença
[email protected]

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) derrubou nesta quinta-feira (14) a medida protetiva de Vanusa Ferreira, ex-mulher do deputado distrital Hermeto (MDB).

A Justiça entendeu que as acusações de assédio moral, perseguição e ameaças não se sustentam.

O caso corre em segredo de Justiça. Uma das razões alegadas para descaracterizar a acusação foi o uso de um carro de som pela ex-mulher para fazer uma manifestação em torno da Câmara Legislativa do Distrito Federal no último dia 5.

A decisão manteve, contudo, a proibição de contato pessoal e telefônico entre os dois e proibiu que a ex-mulher e o deputado se aproximem a uma distância de 100 metros da casa um do outro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para de defesa de Hermeto, a decisão demonstra total impropriedade das acusações e que, ao final do processo, ficará demonstrada sua inocência e o uso abusivo da Lei Maria da Penha por parte da ex-mulher.

Hermeto é integrante da CPI do Feminicídio, que apura crimes contra as mulheres no Distrito Federal, mas está de licença médica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




Mais sobre Do Alto da Torre



Você pode gostar