Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

PMS na mira da justiça militar

O ofício foi motivado por matéria publicada no Jornal de Brasília informando que moradores da região se queixam da conduta de PMs e os acusam de promover, junto com grileiros, invasão das terras, expulsão dos chacareiros e posterior loteamento e venda dos terrenos

Foto: reprodução

A 3ª Promotoria de Justiça Militar requisitou informações à Corregedoria-Geral da Polícia Militar sobre suposta atuação de policiais militares, valendo-se da situação funcional, para a prática de delitos nos assentamentos 26 de Setembro e Cana do Reino.

Apuração

Em ofício, o MPDFT, questionou se existe procedimento aberto para a apuração de possíveis práticas de ameaças e extorsão contra chacareiros instalados nessa região.

Em caso negativo, a promotoria requisitou a imediata instauração de procedimento de apuração preliminar para a colheita de indícios.

Conduta

A Corregedoria tem prazo de dez dias para responder ao Ministério Público. O ofício foi motivado por matéria publicada no Jornal de Brasília informando que moradores da região se queixam da conduta de PMs e os acusam de promover, junto com grileiros, invasão das terras, expulsão dos chacareiros e posterior loteamento e venda dos terrenos.

Ialorixá candidata

A eleição para a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) em 2022 promete ser repleta de novidades. A comunidade Afroreligiosa do DF se movimenta para lançar, pelo PSB, a pré-candidatura da mãe de santo Adna Santos, mais conhecida como Mãe Baiana (foto). Caso chegue lá, ela será a primeira deputada Ialorixá do país.

Liderança

Além de uma liderança respeitada na comunidade, Adna é conhecida por ter tido o espaço onde atua, o terreiro de candomblé Ylê Axé Oyá Bagan, no Paranoá, incendiado em 2015. Totalmente reconstruído após ampla mobilização, o caso levou à criação de uma delegacia especializada em apurar crimes de intolerância religiosa no DF.

Espaço

“A pré-candidatura dela é uma decisão da nossa comunidade. Recebemos grandes apoios de políticos simpáticos à nossa causa, mas avaliamos nos últimos anos que precisamos ter um espaço mais específico no parlamento”, afirmou Luiz Alves, um dos coordenadores do grupo Defensores do Axé e do Projeto Oníbodê, no DF.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

General

Quem define até o final de novembro se disputará um cargo em 2022 pelo DF é o general Santos Cruz, ex-titular da Secretaria de Governo da Presidência da República em 2019 – e hoje contrário ao presidente Bolsonaro. Embora prefira o Senado, ele já disse que pode sair tanto candidato a senador como a deputado, a depender das articulações em curso.

Sondagem

Santos Cruz tem sondado vários representantes partidários para avaliar a possibilidade de disputar o pleito. Na última semana, esteve com os dirigentes do Agir 36, do União Brasil – as duas siglas, criadas recentemente – e com integrantes do MDB e do Podemos. Tem frisado que poderia sair por SP, RS e DF, mas prefere de longe o DF.

Reeleição

O deputado distrital Rafael Prudente (MDB), presidente do MDB no DF, deu início a uma série de reuniões políticas com filiados da legenda para discutir a reeleição do governador Ibaneis Rocha, que integra o partido. Prudente já conversou com militantes e filiados do Paranoá, Cruzeiro Novo e Planaltina e prossegue com a agenda.

“Unificados”

Ele tem pedido apoio em torno da reeleição de Ibaneis e destacado que o MDB está unificado “entre os novos e antigos militantes”. “Esses eventos nas Regiões Administrativas marcam o início da pavimentação de uma longa caminhada rumo ao pleito de 2022”, frisou o distrital, também candidato a reeleição na CLDF.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aprendizagem

A Comissão “Senado do Futuro” tem debatido medidas para superação do déficit de aprendizagem provocado pela pandemia. Um dos responsáveis por esse debate, o senador Izalci Lucas (PSDB-DF), afirmou na última semana que a descontinuidade das aulas e a dificuldade de acesso dos alunos ao computador levaram a granes lacunas.

Mecanismos

“Todas as esferas do poder público precisam refletir e propor mecanismos para enfrentar esse problema. A pandemia mostrou claramente a realidade das escolas brasileiras, desde as grandes deficiências na infraestrutura física até a precariedade ou a ausênc ia de acesso às tecnologias”, destacou ele.

Acervo

A deputada federal Erika Kokay (PT-DF) está preocupada com o acervo artístico e histórico da Fundação Cultural Palmares. Autora de requerimento para debater o tema, Erika contou que o material foi transferido esse ano para um prédio cedido pela EBC, em Brasília, mas houve denúncia de que o armazenamento é inadequado.

Precariedade

“O estado precário de conservação do imóvel oferecido pela cedente representaria uma verdadeira temeridade e ameaça à preservação e manutenção do referido acervo, colocando em risco de perda definitiva documentos que representam valores histórico-culturais da cultura negra afrodescendente”, afirmou ela, em tom preocupado.
Diligências

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados está avaliando a questão e estudando propostas que incluem diligências e ampliação de medidas de monitoramento e fiscalização desses documentos – museológicos, bibliográficos e arquivísticos.

Condomínios

Depois de receber R$ 12,6 milhões em aportes financeiros nos últimos seis meses, a startup Condoconta, considerada primeiro banco exclusivo para condomínios brasileiros, vai promover, em 6 de novembro, evento virtual intitulado “CondoConta Summit 2021”, com o objetivo de discutir os desafios do setor.

DF e Goiás

Hoje, a Condoconta administra quase 500 unidades no DF e mais de 700 em Goiás. No Centro-Oeste, no total, são mais de 1.500 apartamentos. Para se ter ideia, em todo o país a startup é responsável pela gestão de R$ 45 bilhões em patrimônio e por parcerias com mais de 200 administradores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Transparência

Já confirmaram presença de nomes do cenário econômico, educacional e condominial e síndicos diversos para avaliar o mercado e as oportunidades existentes, além de especialistas em recursos humanos e advogados. Uma das intenções é reduzir cada vez mais a burocracia neste tipo de atividade, dando maior transparência aos trabalhos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No Gama

O aniversário de 61 anos do Gama, hoje, foi destacado por políticos diversos durante sessão solene realizada antecipadamente na Igreja Comunidade do Reino, naquela cidade, na ultima sexta-feira (8). A homenagem teve como autores os deputados distritais Jaqueline Silva (PTB) e Daniel Donizet (PL).

“Compromisso”

Jaqueline ressaltou que o aniversário da cidade é uma oportunidade para prestar contas das ações viabilizadas até hoje e para que as autoridades possam ouvir demandas da população. Já Donizet enfatizou o orgulho que sente “por fazer parte da história do Gama” e destacou o compromisso que tem com a cidade.

Vicentinos

A CLDF também homenageou, recentemente, o trabalho dos vicentinos – da Sociedade São Vicente de Paulo (SSVP) – em Brasília e Regiões Administrativas do Distrito Federal, especialmente no apoio à população de rua em situação de vulnerabilidade durante a pandemia.

Identificação

O autor da iniciativa, deputado distrital João Cardoso (Avante), destacou que a SSVP “pratica a caridade, servindo aos pobres e excluídos em silêncio e com amor”. “Servir é se colocar à disposição sem ver a quem”, disse, ressaltando ter identificação com o movimento.








Você pode gostar