Siga o Jornal de Brasília

Do Alto da Torre

GDF conta com empresários para salvar o Teatro Nacional

Para os empresários, seria uma forma de “devolver o legado” à população

Publicado

em

Teatro
Publicidade

Convite dispendioso

Convidados para fazer uma visita ao Teatro Nacional, fechado há cinco anos, representantes empresariais ligados à Fecomércio-DF devem ir ao monumento arquitetônico com os secretários de Cultura (Adão Cândido) e de Governo (José Humberto), na próxima segunda-feira (22). Já que outras alternativas não avançaram, como quando cancelaram o edital do FAC, a intenção do Buriti será tentar convencer a iniciativa privada a contribuir com uma possível reforma do local.

Legado (privado)

O governo aposta que a crença de que os empresários são mal vistos pela população pode ajudar a convencer os representantes privados a “bancar” parte da reforma do teatro. Caso venha a se concretizar, as possíveis obras fortalecem a ideia do governador de que a cidade precisa do apoio privado. Para os empresários, seria uma forma de “devolver o legado” à população. Ao final, o dinheiro deve pesar.

De olhos atentos I

O grande volume de lixo e entulho em um beco no P. Sul (na Ceilândia) deixou o distrital Eduardo Pedrosa (PTC) espantado. Tinha de tudo, inclusive, acúmulo de água, o que expõe a saúde da população a riscos. Após comunicar o SLU, a limpeza do local foi feita ontem. Desta vez deu certo, mas os olhos do parlamentar não conseguirão abranger todo o DF.

De olhos atentos II

Foto: Reprodução

É exatamente essa falta de cuidado com os serviços básicos, e tidos como mais simples, que vêm deixando integrantes do governo de olhos abertos. O recolhimento de entulho, do lixo e a capinagem do mato nas cidades do DF são considerados indispensável no início de qualquer gestão. O Buriti trabalha para resolver esses problemas e, em último caso, as responsabilidades podem ser apontadas aos administradores. Com desejo do Buriti em fazer tantas obras, o recolhimento desses entulhos se torna essencial.

Economia…

Um Projeto de Lei protocolado na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) sugere que o consumidor pode “dispensar a cobrança de multa” caso se quebre a fidelidade do contrato com empresas de telefonia. A condição está estabelecida e se limita a um possível desemprego do cliente.

…corroída

Caso a telefonia não cumpra os requisitos, o projeto, de autoria do distrital Reginaldo Sardinha (Avante), prevê multa de R$ 5 mil/dia. Há um problema em se especificar um valor exato em uma proposição legislativa. Em alguns meses ou anos, as quantias são corroídas pela inflação ou por fatores externos. Sem nenhum gatilho de aumento, o problema do projeto é nítido.

Centenas de obras

Não são só as grandes obras que estão sendo executadas em Vicente Pires. Vários projetos menores, e com valores orçamentários pequenos, também estão sendo priorizados pela administração local. Todas as ações foram listadas em livros com centenas de páginas e milhares de informações técnicas consideradas relevantes. A grossura dos volumes expõe a complexidade da região.


Você pode gostar
Publicidade