Siga o Jornal de Brasília

Do Alto da Torre

Fincou o pé, mas nem tanto

O Líder do governo na Câmara Legislativa, Claudio Abrantes, obteve do governador Ibaneis Rocha a garantia da manutenção no posto

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Nas últimas sessões antes do recesso parlamentar, o distrital Claudio Abrantes (PDT/ foto) fincou o pé na liderança do governo. Depois de ter a posição questionada por parlamentares que falaram à coluna, Claudio Abrantes chegou a mudar de postura e conseguiu aprovar medidas importantes antes do recesso. Do governador, obteve a garantia da manutenção no posto. Contudo, Abrantes voltou a repetir velhas práticas. A primeira reunião de líderes do semestre não contou com a sua presença.

A assessoria do parlamentar, em contato com a coluna, informou que o distrital tinha outros compromissos pré agendados e por isso não esteve presente à primeira reunião de líderes deste semestre.

Fortalecendo o líder

Durante a gestão de José Roberto Arruda, o líder do governo era convidado a se sentar ao lado do governador durante as reuniões de secretariado. Com o caderninho em punho, o integrante do Legislativo buscava conciliar os desejos dos colegas durante as conversas. O lugar também servia como um símbolo de poder e respeito, lembrou um ex-integrante do governo. O modelo pode ser uma alternativa de prestigiar o líder junto aos pares.

Cordialidade política

A presença do governador Ibaneis Rocha (MDB) no retorno dos trabalhos da Câmara Legislativa, e o moderado discurso utilizado, revelam a finalidade de “resetar”, como descreveu um assessor, o clima com o Legislativo. Até o momento, a relação foi tumultuada. Mas será neste semestre que as medidas mais duras e impopulares do governo devem contar com a apreciação dos distritais. Na base, amores; na oposição, tom forte.

Confiança…

Realizada mensalmente pela Fibra, a pesquisa que mede a confiança de empresários do setor demonstra que em julho deste ano a confiança da indútria local foi positiva. O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei-DF) conta com a participação da CNI e vêm trazendo resultados positivos desde julho de 2018.

…que ocila

O cálculo é feito com base na média de 50 pontos para definir a confiança ou a desconfiança do setor. Do mês passado, chegou a atingir 57,8 pontos. No entanto, a medição ficou inferior ao presenciado no começo do ano, quando a confiança atingiu 60 pontos. Ao longo de 2019, o índice vem oscilando.

TransBrasília em foco

O projeto da TransBrasília, prometido há anos, chamou a atenção dos que estavam presentes no Fórum de Infraestrutura da América Latina, que se encerrou ontem. A obra está em fase de estudos pelo atual governo, mas há a promessa de que será iniciado ainda na atual gestão.

Indicados a prêmio

O GDF teve três projetos selecionados pelos organizadores do Fórum que concorrem a prêmios. O projeto da TransBrasília, um programa de iluminação pública e um referente à Caesb. O primeiro e o segundo vêm sendo tocados pela Secretaria de Projetos Especiais comandado pelo gestor Everardo Gueiros.

Novo procurador

O advogado Marco Vicenzo (foto), que ainda tenta refundar a UDN, é o novo procurador do Tribunal de Justiça Desportiva do DF. O órgão é de total interesse do governo local, já que está diretamente ligado à Federação de Futebol do DF. Um dos temas sobre os quais ele deve se debruçar será a violência nos estádios. Segundo ele, o DF já foi palco de problemas nesse sentido e será preciso “acabar com as torcidas organizadas violentas”.

Acordo sob suspeita

Sindicatos ligados à educação desconfiam de que o acordo informal feito com representantes da Secretaria de Educação, para que a votação dos possíveis novos colégios militarizados não aconteça na próxima semana, seja descumprido. Até o momento, está programado que o debate seja feito na semana que vem, e a votação na seguinte. Integrantes do Buriti, no entanto, temem que os opositores “ganhem força”. O modelo vêm sendo bem avaliado pela população e é tido como estratégico.

Sabatina agendada

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Legislativo local decidiu promover a sabatina dos presidente e vice-presidente da Junta Comercial, marcada para a terça (6), no plenário por interesse dos deputados. Os novos preços dos serviços prestados serão questionados pela oposição. Esta coluna apontou a ausência de sabatina prévia, exigida por lei, para a nomeação dos cargos. Nada melhor que a CCJ para promover o debate.

Parceria advocatícia

Um convênio fechado entre a Junta Comercial e a OAB-DF permite que a Ordem passe a emitir o CNPJ de escritórios de advocacia. A meta será garantir a emissão em até 10 dias. Antes, abrir o próprio escritório não se mostrava tão ágil e poderia levar de 35 a 45 dias.


Leia também
Publicidade