Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Do Alto da Torre

Espaço para idosos

Quando era deputada federal. Flávia Arruda destinou R$ 150 mil em emendas para que o IFB criasse em seu campus, um espaço para idosos

Hylda Cavalcanti e Catarina Lima
[email protected]

Um espaço interativo em Ceilândia para idosos será criado com recursos de emendas orçamentárias da hoje ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda (foto), quando era deputada federal. Flávia destinou R$ 150 mil em emendas para que o Instituto Federal de Brasília (IFB) crie em seu campus de Ceilândia o espaço.

Cursos e atividades – O espaço terá cursos e outras atividades destinadas ao público acima de 60 anos, que visarão reduzir o déficit sensorial e cognitivo dos idosos, além de proporcionar melhor interação, desenvolvendo laços de amizade e melhorando a qualidade de vida e o aumento da autoestima e autonomia.

“Capazes” – A ministra destaca a importância do espaço. “É importante qualificar estes idosos, mostrar que são capazes e proporcionar mais qualidade de vida. Eles merecem e fico muito feliz em poder, junto com o IFB, oferecer um espaço de excelência, que reflete o carinho que eles merecem ter neste atendimento”, reforçou a ministra.

Tradição – Segundo o diretor-geral do campus, Ricardo Frangiosi de Moura, no IFB de Ceilândia já há uma tradição para qualificação desse público. “Nosso campus tem tradição na oferta de cursos para idosos, além de outras ações de extensão como o coral. Este investimento qualificará e muito o atendimento a este público, contemplando ainda mais a população da Ceilândia”. A expectativa de atendimento do local é de 200 idosos a cada semestre.

Negócios

O Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec) oferecerá a partir do próximo semestre cursos de graduação em negócios. Até então, o Ibmec só oferecia cursos de especialização. Cada curso terá 50 vagas disponíveis.

Vestibular – Em agosto, será feito o vestibular para o curso de graduação, com provas de Português, Literatura, Inglês, Matemática, História e Geografia. Haverá também prova de redação e uma dinâmica em grupo para avaliar competências socioemocionais dos candidatos. A pré-inscrição já pode ser feita no site www.ibmec.br/df/pre-inscricao-graduacao.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Telessaúde

Os ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Defesa, general Walter Souza Braga Netto, estarão hoje pela manhã na cidade goiana de Cristalina. Eles irão conhecer de perto o funcionamento do programa Telessaúde do Brasil.

Telemedicina – O Telessaúde é uma importante ferramenta de telemedicina, que tem potencial para aprimorar muito o atendimento de saúde básica do país, especialmente nestes tempos de pandemia. O Telessaúde permite o atendimento e o acompanhamento dos pacientes de forma remota. A plataforma permite desde consultas até o fornecimento de laudos médicos e receitas.

Cepa América

Atleta que foi da seleção brasileira de vôlei, a senadora Leila Barros (PSB) preocupa-se com a realização no país da Copa América. Até a terça-feira (15), já havia 53 pessoas das delegações contaminadas pela covid-19, confirmando um risco que já era apontado e que levou a Argentina e o Chile a não quererem sediar a competição.

Laboratório – “A irresponsabilidade de sediar a competição somada ao fato de o Brasil estar longe de controlar a pandemia e não ter ainda vacinado em larga escala transformam o país em um laboratório a céu aberto para o surgimento de novas cepas”, protesta ela.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Lamento – Leila desabafa: “Lamento que tenhamos um governo preocupado apenas com entretenimento quando deveria zelar pela saúde
do seu povo”.

OAB e a crise

Quando se fala em advogados, vem à mente a imagem dos grandes escritórios de advocacia que defendem os poderosos envolvidos em denúncias em Brasília. Essa, infelizmente, não é a realidade da grande maioria, destaca o pré-candidato à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil seção DF (OAB-DF), Guilherme Campelo. Como acontece com grande parte da população brasileira, a crise também vem afetando fortemente os advogados.

Inadimplência – Por conta disso, tornou-se altíssima a taxa de inadimplência dos advogados quanto ao pagamento da anuidade da OAB. Em meados do ano passado, segundo dados levantados por Guilherme, 75% dos profissionais em atividade no DF estavam devendo o valor.

Metade – Nesse sentido, Campelo promete reduzir a anuidade a 50% do seu atual valor caso seja eleito presidente da OAB. Ele propõe que esse valor reduzido à metade permaneça durante 12 meses, pelo menos, até que a crise provocada pela pandemia da covid-19 tenha de fato sido ultrapassada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Marielle

A deputada Erika Kokay (PT) acompanhou o depoimento do ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel à CPI da Covid no Senado ontem. E chamou a sua atenção o trecho em que Witzel afirmou ter sido perseguido pelo presidente Jair Bolsonaro depois que iniciou e aprofundou as investigações sobre a morte da vereadora Marielle Franco.

Lógica miliciana – “É uma afirmação muito grave”, observa Erika Kokay. “Revela a lógica miliciana
que está nas atitudes políticas do presidente da República”, entende
a deputada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Mais sobre Do Alto da Torre



Você pode gostar