fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Do Alto da Torre

CLDF: na falta de Rafael, tem Delmasso

A presença do mandatário é a maior aposta na CLDF hoje, já que o clima entre Poderes não é a das melhores

Lucas Valença

Publicado

em

PUBLICIDADE

Falta no trabalho

De férias pelo exterior com a família, o presidente do parlamento local, Rafael Prudente (MDB), pode não chegar a tempo da abertura dos trabalhos legislativos na próxima terça (4). Na CLDF, políticos e assessores já dão como certo que a primeira sessão do ano será presidida pelo vice, Rodrigo Delmasso (Republicanos).

À espera de Ibaneis

A presença do governador Ibaneis Rocha (MDB), que em 2019 marcou presença na abertura dos trabalhos por duas vezes, também não foi confirmada pelo Buriti. A presença do mandatário, no entanto, é a maior aposta na CLDF hoje, já que o clima entre Poderes não é a das melhores. Já há distrital que defenda o esvaziamento do plenário durante uma possível ida do governador.

Atuação do segundo vice

À frente da coleta de assinaturas para a criação do novo partido do presidente Jair Bolsonaro, Aliança pelo Brasil, o advogado Felipe Belmonte (foto) garantiu à coluna que em “duas ou três semanas” todas as metas estabelecidas pelo TSE devem ser cumpridas. Com relação às 490 mil assinaturas necessárias, afirmou que 70% do objetivo já foi cumprido.

De presente? Uma RA

A mudança no comando da administração de Águas Claras, que deve empossar Francisco de Assis da Silva, conhecido como Chicão, como adiantado por esta coluna, se deu para contemplar as indicações do influente distrital Agaciel Maia (PL). O novo nome, no entanto, já tem causado mal-estar no local. O parlamentar também exerce influência em Taguatinga.

População X Popularidade

Integrantes palacianos ponderam que o desgaste com o aumento da tarifa de ônibus e metrô poderia ter sido evitado. Algumas alternativas tinham sido levantadas, sendo a isenção do ISS a mais forte, mas as propostas acabaram sendo vetadas pelo secretário de Economia, André Clemente.

Mudança oposicionista

Foto: Reprodução

Com uma visão mais crítica da atual gestão, a petista Arlete Sampaio (foto) assumirá a liderança do bloco oposicionista (PT/Psol) no lugar do correligionário Chico Vigilante. Servidores ligados aos gabinetes avaliam que o perfil de atuação também deve mudar. Sai o estilo “centralizador” para uma liderança mais “coletiva”. A notícia foi adiantada na versão on-line.

Esquentando os dissabores

A primeira reunião de líderes de 2020, que acontece na manhã da próxima segunda, promete ser acalorada. A oposição na Câmara Legislativa planeja levar para o debate o projeto de Decreto Legislativo, assinado pelo líder da minoria, distrital Fábio Felix (Psol), que susta o aumento no transporte público dado pelo Buriti. A avaliação comum é de que o PDL será levado à votação.

Confiança à toda prova

O secretário da Casa Civil, Valdetário Monteiro, abandonou assessoria de imprensa própria para entregar o trabalho à comunicação do GDF, comandada por Weligton Moraes.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade