fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Do Alto da Torre

CLDF fiscaliza atendimento de unidades de saúde do DF às vítimas de covid-19

O resultado constará em relatório a ser divulgado em breve.

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Hylda Cavalcanti e Catarina Lima

O deputado distrital Fábio Felix (Psol) participou de diligência esta semana no Hospital Regional de Ceilândia, em nome da Comissão de Direitos Humanos da CLDF. Foi fiscalizar denúncias sobre condições precárias de atendimento pelas unidades de saúde às vítimas da covid-19. O resultado constará em relatório a ser divulgado em breve.

Medo – Felix aproveitou para chamar a atenção para a situação do DF. “Não dá para acreditar que está tudo sobre controle quando temos pessoas morrendo em casa, com medo de ir a um hospital. Isso mostra que há falhas no planejamento e implantação das ações por parte do governo”, criticou.

Identificação

Entrou em vigor, recentemente, a lei distrital que torna obrigatória a carteira de identificação da pessoa com Transtorno do Espectro Autista, que tem como autor o deputado Robério Negreiros (PSD).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Prioridade de atendimento – De acordo com Negreiros o objetivo da medida é garantir atenção integral a este público, assim como prioridade no atendimento e acesso a serviços. A emissão da carteira ficará sob responsabilidade da Secretaria da Pessoa com Deficiência do DF.

Nas redes

O ex-deputado federal Roberto Jefferson, principal líder do Centrão, bloco político que se associou ao governo Bolsonaro há pouco tempo, ironizou a operação policial na casa do ex-governador Agnelo Queiroz, ontem, pelas redes sociais.

Pré-covidão – Opositor do PT, de quem já foi aliado (foi ele quem denunciou o mensalão),
Jefferson disse que “o esquema montado por Agnelo pagou quase meio milhão em propina aos envolvidos”. “Foi uma espécie de pré-covidão”, frisou.

Preocupação

A operação policial na casa do ex-governador Agnelo Queiroz, ontem, teve um fator de preocupação a mais entre os amigos dele: a situação emocional em que ficou a mãe de dona Ilza e sogra de Agnelo. Ela tem 84 anos e passou o dia assustada com a entrada dos policiais no seu quarto, de forma intempestiva, abrindo todos os móveis.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Trauma – Somente com máscaras, sem usar luvas, os policiais ainda recusaram o pedido da anciã de passar álcool gel nas mãos, prática recomendada por todos os médicos em tempos de pandemia. Do grupo de risco, ela ficou bastante traumatizada com o episódio. Contava a todo instante que procurou se isolar na casa da filha justamente para evitar a pandemia.

‘Perde muito’

Depois de ter sido destituída do cargo de vice-líder do governo na Câmara, a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) – que até então era considerada parlamentar da linha de frente na defesa dos Bolsonaros – desabafou, em entrevista ontem, que o governo “perde muito” com a sua saída.

Votou contra – “Com toda humildade, digo aqui: vai ser difícil para o governo conseguir uma outra vice-líder que lute mais em sua defesa do que eu, porque eu luto viu gente”, ressaltou. A deputada foi destituída por ter votado contra a proposta de renovação do Fundeb – o mesmo fundo que no início do mês o Executivo queria suspender até 2020.

Insegurança

O Sindicato dos Professores (Sinpro) está preocupado com a volta às aulas da rede de ensino do DF no início de agosto, diante do aumento do número de óbitos com a covid-19 e redução da taxa de isolamento social.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Preocupação – Para Berenice D’Arc, diretora da entidade, esse retorno assusta professores, que alegam falta de segurança e de estrutura para retomarem os trabalhos. “Para voltarmos à normalidade precisamos de mais debate com o governo e pais de alunos”, disse.

Rede de ensino

A deputada distrital Jaqueline Silva (PTB) comemorou ações empreendidas na rede pública de ensino do DF a partir de emendas de sua autoria. Segundo informou, só em 2020 já foram destinados R$ 751 mil para a Secretaria de Educação.

Reformas de escolas – Em 2019, conforme o gabinete da deputada, foram destinados R$ 1,3 milhões para o setor. Os recursos foram usados na realização de reformas e compras de equipamentos para mais de 20 escolas do Distrito Federal.

Pró-DF II

O GDF publicou decreto regulamentando a lei que reformula o Pró-DF II e cria o Programa de Apoio ao Empreendimento Produtivo, o Desenvolve-DF. A medida possibilitará novas oportunidades a 3 mil empresas instaladas no Distrito Federal.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Incentivo – Tratam-se de empresas que estão em situação irregular e que, a partir de agora, poderão solucionar pendências com o governo local e a Terracap. Todas estas são beneficiadas por programas de incentivo econômico.

Cuidados

Em plena recuperação da covid-19 e participando das reuniões de trabalho de forma remota, a senadora Leila Barros (PSB-DF) chamou a atenção, esta semana, para a importância de mais cuidado com o tratamento dessa doença no país, “para que as vítimas da pandemia não sejam menosprezadas”, conforme destacou.

Riscos – “Não podemos aceitar comportamentos contrários às orientações médicas e científicas, que provoquem aglomerações, arriscando a vida de milhares de brasilienses e brasileiros. Temos de exigir de todos – governantes e cidadãos – mais responsabilidade e respeito à vida”, bradou a parlamentar

Reciclagem

A deputada federal Flávia Arruda (PL-DF) visitou esta semana o Complexo de Reciclagem da Estrutural, projeto que se encontra em fase final de construção e teve recursos destinados por meio de emendas dela.

Impacto – De acordo com a parlamentar, o complexo é aguardado há muito tempo pelos catadores. “Trata-se de uma estrutura que dá condições dignas de trabalho para eles e propicia impacto positivo importante na área social e ambiental do DF”, afirmou Flávia.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade