fbpx
Siga o Jornal de Brasília

de Passagem

Quando tudo isso passar…

Para onde você quer ir quando superarmos a COVID-19?

André Perotto & Alfredo Moreira

Publicado

em

PUBLICIDADE

Alguns dias atrás fomos desafiados a pensar para qual lugar nós queremos viajar depois que nos sentirmos mais seguros e a pandemia estiver controlada. Ficamos pensativos durante vários dias e o debate foi longo. Uma certeza nós temos: queremos rever a família, encontrar os amigos e aproveitar a vida.

Nos textos passados sempre falamos sobre a importância de valorizar o turismo local nessa retomada. Então, com certeza, nossos destinos seriam por aqui mesmo, no Cerrado, para fortalecer a nossa região e também pelos custos de deslocamento. Afinal, não está fácil pra ninguém. Não temos dúvida da grandeza do mundo e da infinidade de lugares que existem, um mais incrível do que o outro. Mas nós buscamos na memória os locais que nos trazem conforto, segurança e lembranças de momentos inesquecíveis. 

O André recordou de uma casa que fomos há alguns anos com nossas esposas e outros casais de amigos. Uma residência bem charmosa em Pirenópolis, chamada Itamotinga. Garantimos que é o cenário perfeito para essa primeira viagem. Piscina aquecida, fogão à lenha, churrasqueira e até espaço para uma fogueira à noite. O lugar é simples e aconchegante ao mesmo tempo. A decoração é rústica e os equipamentos são elegantes e de boa qualidade. Se a galera gostar de cozinhar, melhor ainda. É um lugar tão bom que não dá nem vontade de passear pela cidade. Assim que visitarmos novamente vamos escrever um texto sobre Piri e contar mais detalhes sobre a experiência. Quem quiser mais detalhes pode falar com nosso amigo Rogério pelo whatsapp no número (61) 98401.1538

Casa Itamotinga – Pirenópolis

O Alfredo já pensou em uma visita à sua avó, no interior de Goiás, próximo a Caldas Novas, uma casinha simples, que reflete a origem caipira da sua família e que enche de orgulho. A estrada em si já é uma atração, uma parte bem interessante. São muitos lugares legais no caminho para comprar produtos naturais, caseiros ou para comer pratos típicos da culinária goiana. Sem dúvida vai parar no Mercado Municipal de Morrinhos para comprar café moído na hora, cigarro de palha e milho para fazer pamonha com a sua velhinha. Quem já fez pamonha em Goiás, sabe que é um grande evento familiar, uma ocasião perfeita para celebrar a vida. A famosa vó Elza mora próximo ao Rio Quente Resorts, que é um lugar de beleza natural única por suas águas termais e que vale uma visita durante a estadia. Mesmo porque, no final do dia, a vozinha estará esperando com aquele sorriso, o coração inundado de amor e um frango caipira no fogão, porque em Goiás o afeto cabe dentro de uma panela.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Casa de vó

Viajar não se trata somente de visitar e conhecer novos lugares, mas de revisitar e reconhecer locais que marcaram a nossa vida e ajudaram a formar o que nos tornamos. Pode ser um exercício interessante, uma oportunidade de autoconhecimento, resgate de valores e retomada às origens. 

Por enquanto os sentimentos se misturam: saudade, incerteza, medo e esperança, mas vamos superar e o mundo nos espera. E você, o que vai fazer quando tudo isso passar? 

Por enquanto, se puder  #fiqueemcasa e depois #vemprocerrado


Leia também
Publicidade