Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Forças Armadas cobram respostas do TSE sobre urnas eletrônicas

Por Leandro Mazzini 26/01/2022 9h09
Foto: Reprodução/Agência Brasil

Há mais de um mês, as Forças Armadas aguardam uma resposta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre as urnas eletrônicas que serão utilizadas nas eleições deste ano. Em documento enviado em dezembro, mantido em sigilo a pedido do Exército, o Ministério da Defesa faz uma série de questionamentos sobre procedimentos, técnicas e lança recomendações para o aperfeiçoamento dos equipamentos. A cobrança foi feita depois de visita ao TSE de uma comitiva de militares da área de cibersegurança das Forças Armadas, enviada pelo general Heber Portela.  

As explicações de representantes do TSE não foram suficientes e os militares decidiram então pedir esclarecimentos de dúvidas específicas sobre o sistema digital de voto e as urnas eletrônicas. 

À Coluna, o TSE não prevê data para responder o documento da Defesa: “As respostas estão sendo elaboradas pela equipe técnica da Corte Eleitoral. Informamos que as perguntas tramitam de forma sigilosa a pedido do próprio Exército”.








Você pode gostar