Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

“Incompatível com a vida” faz reflexão profunda sobre o luto da perda gestacional

Vencedor do festival É Tudo Verdade, documentário de Eliza Capai; chega aos cinemas nesta quinta-feira (16)

Por Tamires Rodrigues 16/11/2023 11h00
Cena do documentário ‘Incompatível com a vida’, de Eliza Capai — Foto: Divulgação/Descoloniza Filmes

Estreia nesta quinta-feira (16),o documentário “Incompatível com a vida”, que venceu o último festival É Tudo Verdade. Dirigido pela documentarista Eliza Capai, o filme mostra a dor dos relatos de mulheres que vivenciaram a perda gestacional com cuidado e afeto sobre a maternidade. O longa ainda fala sobre política e os diretos negados as mulheres que optam pelo aborto. 

A partir do registro de sua gravidez frustrada, a diretora Eliza Capai conversa com outras mulheres que tiveram vivências parecidas à sua, criando um potente e tocante coral de vozes que refletem sobre temas universais: vida, morte, luto e políticas públicas que nos afetam.

A diretora reúne relatos de mulheres grávidas que receberam diagnósticos que os fetos seriam, “incompatíveis com a vida”, ou seja: uma malformação congênita que levará à morte no útero ou talvez após o parto, Eliza Capai faz parte dessas mulheres. 

Ao longo da sua própria narração Eliza diz que a ideia inicial era registrar a sua gestação no período de isolamento causado pela Covid-19, no momento que ela e seu companheiro recebem o diagnóstico o roteiro muda completamente. Ao experimentar o sentimento inicial de ser mãe e ver isso arrancado de si, ela entra em um ato de coragem ao expor o seu corpo, seus sentimentos, o término do seu relacionamento e toda a sua dor. 

O documentário além de mostrar os relatos das mulheres retratadas, ainda inclui temas políticos ligados ao aborto, discursos religiosos ultraconcervadores, além de exibir a dificuldade de se encontrar hospitais que aceitem realizar o aborto legal no Brasil.

Conclusão

O documentário “Incompatível com a vida”, mostra como a dor da mulher que passa pela perda gestacional ainda é negada, não discutida e individual. 

Confira o trailer:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

​​Ficha técnica:

Direção: Eliza Capai;

Roteiro:  Eliza Capai;

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fotografia: Janice D’avila;

Montagem: Daniel Grinspum;

Gênero: Documentário;

Distribuição: Descoloniza Filmes;

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Duração: 92 minutos;

Assistiu à cabine de imprensa a convite da Sinny Assessoria

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE





Você pode gostar