Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Bell Marques anuncia volta aos shows “Em 2022, esse Brasil que me segure”

Em entrevista à coluna, o cantor baiano anuncia seu retorno com diversos shows no Réveillon

Por Bruninho Afonso 24/09/2021 3h38
Bell Marques anuncia volta aos shows “Em 2022, esse Brasil que me segure” Bell Marques. Foto: Fábio Cunha

Após dois anos sem shows presenciais, a maior vontade do Rei do Axé Bell Marques é o retorno aos shows, e em 2022 ele promete trazer novos projetos, assim como shows no Réveillon e Carnaval. Apesar de diversas lives realizadas durante a Pandemia, ainda existe uma carência em não ter contato diretamente com o público. “Com o ao vivo, nós absorvemos muita energia do público, fãs, etc. Mas, a internet foi uma grande aliada nesse processo, porque foi por onde recebemos o carinho de quem curte a nossa música”, explica o cantor.

E para animar ainda mais os amantes do carnaval, se preparem porque vem coisa boa por aí: o Cruzeiro “Vumbora Pro Mar”. Para quem gosta e está com saudade de vestir um abadá, este momento vai chegar. “Em 2022, esse Brasil me segure! Desde que tudo esteja liberado, o que nos for permitido será feito. Estou com muita saudade do palco, dos grandes eventos, do calor humano e vamos matando essa saudade ao longo do ano com muito carinho. Estou bastante ansioso”, garante o artista.

Confira o bate papo com Bell Marques

Bruninho Afonso: Como é voltar aos shows ao vivo, depois do confinamento de uma pandemia?*

Bell Marques: Nesses quase dois anos de isolamento, fizemos bastante lives, que acabam trazendo um pouco de alegria para o artista, claro, mas que não bastam, porque nos shows ao vivo, absorvemos muito da energia do público e dos fãs. Nas lives, eles não participaram presencialmente. Recebemos o carinho de outras formas e a internet foi uma grande aliada nesse processo.

Bruninho Afonso: O que o público pode esperar do Réveillon de Bell Marques?*

Bell Marques: Estamos com alguns shows já marcados e, tudo caminhando para dar certo, será um réveillon bem especial para mim, para todos os artistas que precisaram se afastar dos palcos, e tenho certeza de que para o público também vai ser bem bacana. Todos nós estamos esperando por esse momento. Costumo dizer que quando eu subir em um palco e der o primeiro acorde, não é simplesmente uma música que vai começar, é uma pandemia que vai acabar. A virada de ano é naturalmente simbólica e, esse ano, ela terá uma força de recomeço ainda maior, trazendo muita esperança para a humanidade.

Bruninho Afonso: De que maneira a pandemia lhe afetou como pessoa e artista?*

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bell Marques: O artista se nutre muito da rotina corrida, das viagens, do carinho dos fãs e senti muita falta disso. Como artista, a pandemia nos afetou nessa carência de não poder fazer o que amamos. Mas, ao mesmo tempo, como sou uma pessoa muito positiva, gosto de avaliar as coisas boas que aconteceram, como estar mais próximo da minha família. Sempre fomos muito unidos, mas nem sempre tínhamos tempo de viver alguns momentos triviais com frequência. E, mais do que nunca, valorizo muito quem está do meu lado.

Bell Marques. Foto: Fábio Cunha

Bruninho Afonso: Você acha que o momento mais doloroso dos artistas e povo baiano foi ficar sem o Carnaval 2021?*

Bell Marques: Não diria que é uma dor, diria que é uma carência muito grande da alegria que o Carnaval nos proporciona, enquanto artistas e enquanto foliões. Mas, a pandemia foi um período bastante doloroso em muitos outros sentidos, tivemos muitas perdas de vida e nós também perdemos amigos muito queridos.

Bruninho Afonso: Em 2022, Carnaval e o cruzeiro “Vumbora pro Mar” estão nos planos de Bell Marques?*

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bell Marques: Em 2022, esse Brasil me segure! Hahahaha Desde que tudo esteja liberado, o que nos for permitido será feito. Estou com muita saudade do palco, dos grandes eventos, do calor humano e vamos matando essa saudade ao longo do ano com muito carinho. Estou bastante ansioso.








Você pode gostar