Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Analice Nicolau

Sensato e preciso, Thiago Pasqualotto é fenômeno no Twitter

Por Analice Nicolau 27/07/2021 6h03
O creator se vê como uma pessoa inquieta e criativa, e leva a sério sua responsabilidade nas redes

Thiago Pasqualotto é um fenômeno na internet. Multitarefa, criativo e com seus conteúdos interligados, o publicitário, creator, podcaster, apresentador e roteirista, preza pela autenticidade. Criando conteúdo para a internet desde 2008, Thiago diz que existe sim um recorte nas redes, onde as pessoas mostram apenas aquilo que querem, mas que ele prefere ser ele mesmo. ”O que funciona comigo, desde 2008, é mostrar quem eu realmente sou”. Com uma carreira sólida, Thiago já recebeu convites bem interessantes e diferentes entre si, mostrando a versatilidade do creator em transitar pelos assuntos. Um deles foi para apresentar o TV Fama, na RedeTV, programa que está no ar há 21 anos e fala sobre notícias, atualidades e curiosidades do meio artístico. Outro convite foi o de participar de um projeto entre Youtube e o canal fechado, Sony Channel, apresentando um game show de uma série da qual é muito fã: Grey’s Anatomy.

Thiago, que começou na internet quando ainda era adolescente e a rede estava crescendo, foi entendendo suas responsabilidades durante o percurso. Na época, a internet ainda era um local tranquilo, onde era possível passar pela transição entre adolescente e jovem adulto de maneira saudável, diferente de como acontece hoje em dia. E sobre o impacto que tem em seu público a partir do conteúdo que produz, o creator afirma: ”acho irresponsável falar de assuntos que não domino, então busco falar de coisas que domino. Tem que ter o cuidado de não falar qualquer coisa, de não falar besteira. Acho que o segredinho é falar sobre assuntos que gosta e domina, que se sente a vontade falando”.

E como foi o começo de Thiago nesse meio? Cursando publicidade e propaganda na faculdade, morando em uma cidade pequena em Santa Catarina e com uma inquietação criativa, o hoje publicitário, procurava uma maneira de chamar atenção do mercado e descobriu que poderia ter esse espaço no Twitter, primeira rede social que teve e onde as pessoas estavam interessadas em escutar o que ele tinha a dizer: ”encontrei minha tribo no Twitter”, afirma. A tentativa deu certo e, com o tempo, trouxe várias oportunidades. Sobre a internet hoje, Thiago diz: ”hoje o foco não é mais ser o número 1, ter milhões de seguidores. É criar o meu conteúdo, da minha forma, do meu jeito, tendo o meu espaço, ganhando o meu dinheiro com as coisas que acredito”

Sobre o sucesso do “Morri de Sunga Branca”, blog que ficou no ar durante dez anos e tinha dois milhões de leitores mensais, Thiago conta que sabe respeitar o tempo das coisas e resolveu parar com o trabalho no auge para que fosse lembrando de maneira positiva, mas continua recebendo mensagens dos leitores. ”chegou um momento em que a vida precisa seguir. E como criador de conteúdo, como uma pessoa criativa, inquieta, ficar fazendo a mesma coisa por anos não é minha praia, não é o que eu gosto. O “Morri de Sunga Branca” durou dez anos, foi um sucesso, ainda tinha público. Mas saber a hora de parar, saber a hora de encerrar e seguir a vida criando outras coisas, eu acho muito importante”, finaliza Pasqualotto.

Thiago Pasqualotto comanda o podcast Debates Inúteis, disponível em todas as plataformas de áudio, e produz conteúdo em suas redes no perfil @thiago_p no Instagram e no Twitter.






Você pode gostar