Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

‘’Se tem uma coisa que pode mudar a sua vida é a educação’’, emociona Samantha Almeida em discurso inspirador após ser premiada no ‘Prêmio Caboré 2021’

Em seu discurso, a vencedora citou a trajetória de pessoas negras para conquistar reconhecimento, sua mãe e a importância da educação

Por Analice Nicolau 08/12/2021 3h00
Em seu discurso, a vencedora citou a trajetória de pessoas negras para conquistar reconhecimento, sua mãe e a importância da educação

Nesta última segunda-feira, (6), aconteceu a cerimônia de premiação do 42º Prêmio Caboré, que premia os profissionais e empresas de comunicação, mídia e marketing que se destacaram ao longo do ano. Samantha Almeida, diretora de Criação e Conteúdo dos Estúdios Globo, venceu na categoria melhor “Profissional de Inovação”.

O discurso da vencedora emocionou e inspirou a todos os presentes. Samantha contou sobre a trajetória que percorreu até chegar ali. “Tem duas coisas que eu tenho falado muito: intencionalidade com ação.”, mencionando que as mudanças não acontecem se nós não fizermos as mudanças acontecerem. E sobre intencionalidade, ela contou que há quatro anos, era uma das únicas três pessoas negras que subiram no palco da premiação.

“O que eu quero dizer é que para que pessoas pretas sejam reconhecidas pelo seu trabalho, a gente precisa ter intencionalidade como o “Meio & Mensagem” [maior veículo sobre o mercado de comunicação brasileiro] de reconhecer carreiras. Que essas carreiras constroem coisas relevantes e que é importante que a gente reveja o que é o significado de inovação, que não passa somente por construir produtos e serviços, mas de pensar o mundo por novas perspectivas, pensar num mundo que caiba todo mundo nele”, recebendo diversos aplausos.

“Quero agradecer a todo mundo que em algum momento abriu a porta para que eu pudesse entrar. E isso inclui Ricardo Waddington, coitado, que odeia lugar lotado, mas veio marcar presença para me dar um abraço; isso é muito importante para mim. Chegar em uma empresa do tamanho da Globo, com a carreira mais disfuncional do mundo do que a minha e ser recebida como eu tenho sido, é imensamente empoderador”, disse em meio a lágrimas. E também agradeceu ao grupo de publicitários negros por terem a permitido ser humana e a lembrem sempre que não é somente profissional, mas uma ser humana.

Finalizou se emocionando ao falar da mãe, falecida em 2019, e que ela a ensinou algo valioso após uma enchente, na Rocinha, onde Samantha foi criada, onde perderam tudo, mas a mãe recuperou apenas a mochila e o uniforme da filha. “Filha, você pode perder a casa, mas nunca vai perder a aula. Porque se tem uma coisa que pode mudar a sua vida é a educação. Eu sou Samantha Silva de Almeida, nascida na favela da Rocinha, na rua 2 e hoje “Caborável”, arrancando lágrimas e aplausos dos presentes.

Os vencedores foram escolhidos em votação aberta aos assinantes do Meio & Mensagem e auditada pela PWC. Os três indicados em cada categoria do prêmio são selecionados pelos editores do Meio & Mensagem, após um processo de consulta a líderes do mercado e análises editoriais das trajetórias e fatos recentes envolvendo profissionais e empresas dos segmentos contemplados.

Assista ao discurso completo:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar