Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

Abrapros participa de café no Senado com objetivo de fomentar o turismo médico no Brasil

O fundador Dr. Thiago Marra se reúne com senadores para debater o aumento de investimentos no setor de cirurgia estética, capacitação de profissionais e preços acessíveis

Por Analice Nicolau 24/06/2022 5h00
O fundador Dr. Thiago Marra se reúne com senadores para debater o aumento de investimentos no setor de cirurgia estética, capacitação de profissionais e preços acessíveis

Um novo tipo de turismo tem atraído estrangeiros ao Brasil: o da cirurgia plástica. Movidos por preços mais baixos dos que os praticados no exterior e pela boa reputação dos médicos brasileiros, eles aproveitam as férias e o final do ano para visitarem o Brasil e voltar aos seus países com os procedimentos estéticos desejados em dia.

O Brasil lidera o ranking mundial como o país que mais realiza cirurgias plásticas no mundo, segundo os dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) e Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), com aproximadamente 1,5 milhões de cirurgias ao ano. Com o aumento da demanda de procedimentos estéticos e cirúrgicos, estima-se que o mercado atual gire entre 65 e 87,5 bilhões de dólares.

São cerca de 24 milhões de pacientes, que permanecem até 22 dias e gastam uma média de 3.410 de dólares por visita, incluindo custos médicos, serviços locais, hospedagem, transporte, internação e tratamentos estéticos.

A alta na oferta de intervenções estéticas em consultórios de Odontologia também se intensificou após a pandemia e esquentou o embate entre os cirurgiões plásticos e cirurgiões dentistas, que apresentam um custo inferior a 80%. Durante este período, os cirurgiões-dentistas passaram o bisturi na reserva de mercado.

Um levantamento divulgado no último ano pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética apontou que, em 2021, o Brasil foi o país que mais realizou procedimentos cirúrgicos na face e na cabeça. Foram 483,8 mil durante o período de um ano. Com 143 mil registros, a cirurgia de pálpebra (blefaroplastia), seguida pela rinoplastia com 87,9 mil, foram as mais realizadas.

Segundo o Dr. Thiago Marra, o Brasil liderar o ranking de cirurgia plástica no mundo, mostra o quanto os profissionais do país são referência em qualidade no quesito procedimentos cirúrgicos estéticos. “Conseguimos alcançar esses recordes com 6 mil cirurgiões plásticos da SBCP, se acrescentássemos mais 550 mil cirurgiões-dentistas, os impactos e reflexos positivos seriam ainda maiores, e assim muito mais procedimentos seriam realizados, conseguindo atender uma demanda muito maior da população”.

Esse movimento tomou grandes proporções e motivou uma frente dentro do próprio Senado, conhecida como Invest Brasil, uma organização da sociedade civil de relevante interesse público, que institui a Frente Parlamentar em Apoio aos Investimentos Estrangeiros para o Brasil, composta por 52 Senadores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No próximo dia 28, acontecerá um café especial, com a presença de 30 autoridades do Senado, entre eles, alguns senadores, com o objetivo de trazer em questão pontos importantes para o mercado de cirurgias estéticas no Brasil.

O presidente e fundador da Associação Brasileira dos Profissionais de Saúde (Abrapros), Thiago Marra, vai representar a instituição durante o evento, que tem como um dos focos principais procurar e entender as melhores medidas para trazer investimentos estrangeiros para o Brasil, como forma de movimentar toda a indústria da cirurgia plástica, e assim fazer com que os procedimentos se tornem acessíveis para toda a população do Brasil.

O médico esteve sempre à frente desse embate, que já vem demonstrando sucesso e promete conquistas ainda maiores, resultado de um forte empenho, participação de profissionais da área, advogados competentes e inúmeros resultados promissores diante das liminares e apoio judicial.

“Junto ao Senado Federal, esperamos transformar isso em um projeto de lei, audiências públicas e que a nossa voz seja difundida por todo esse mercado, e assim conquistar apoio de mais profissionais da classe, conclui Marra, que também é membro da Associação Brasileira de Médicos Pós-Graduados (ABRAMEPO), membro titular do Colégio Brasileiro de Cirurgia Plástica e fundador da Associação de Dentistas Especialistas em cirurgias faciais, que visa combater a reserva de mercado e apoiar a classe da Odontologia, para a realização de procedimentos estéticos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O turismo médico, tendo o Brasil como referência no mercado internacional, é a chave principal que a Abrapros espera para abrir novos caminhos. O aumento dos investimentos vindos do exterior favorecido pela moeda nacional, uma maior quantidade de profissionais bem treinados e capacitados para todo tipo de cirurgia estética, preços acessíveis à população de uma maneira geral, são as ações necessárias para quebrar o ciclo da Reserva de Mercado estabelecido.








Você pode gostar