Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Blogs e Colunas

5 dicas para reduzir os sintomas da Cólica infantil

Dra. Jackeline Barbosa fala como controlar o desconforto causado por dores abdominais em recém-nascidos e crianças

Por Analice Nicolau 04/08/2022 10h00
Dra. Jackeline Barbosa fala como controlar o desconforto causado por dores abdominais em recém-nascidos e crianças

A cólica infantil é um problema muito comum, que aflige grande parte dos recém-nascidos, geralmente até os cinco meses de vida. Isso acontece pois o tubo digestório ainda está passando por um processo de amadurecimento. De forma muito característica, o choro da cólica é intenso e expressa todo o desconforto que o bebê está sentindo.

De acordo com a Dra. Jackeline Barbosa, vice-presidente da área médico-científica da Herbarium, quando o problema não é tratado corretamente, o incômodo e inquietação do recém-nascido criam um ciclo de ansiedade e angústia em toda a família.

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), informa ainda que a cólica infantil pode ser causada por diversas razões, como questões ligados ao ambiente, o fator biopsicossocial da família, imaturidade do sistema nervoso do bebê, intolerância à lactose, hormônios gastrointestinais anormais, alteração da motilidade e até peculiaridades da colonização do intestino, a disbiose bacteriana.

Pensando nisso, Jackeline separou algumas dicas para minimizar os sintomas e as queixas do bebê, auxiliando os pais e mães que estão passando por este período:

1.Identifique a cólica infantil

De acordo com a médica, a cólica infantil é uma situação comum, mesmo que angustiante, na primeira infância. Para iniciar os cuidados, o primeiro passo é identificar a cólica infantil. Ela acomete bebês com menos de cinco meses de vida, com episódios de irritabilidade e choro que se iniciam e terminam sem uma causa aparente. Com duração de três ou mais horas por dia, em uma sequência de três dias por semana.

  1. Mantenha a tranquilidade

Após identificar a cólica, é necessário ficar calmo. O choro é, muitas vezes, inquietantemente, mas é preciso manter a tranquilidade. Com os ânimos controlados, você conseguirá passar bem-estar para o bebê. Além disso, um ambiente mais sereno, com pouco barulho e pessoas, pode ajudar a relaxar a criança.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
  1. Acalme o bebê em seus braços

Com o recém-nascido em seu colo, utilize um cobertor para aconchegá-lo e deitá-lo de bruços. Aproveite para massagear o abdômen da criança, utilizando movimentos circulares. Outra posição que pode ajudar o bebê, é deitando-o com a barriga virada para o abdômen do pai ou da mãe, em contato direto.

  1. Dê um banho morno
    Caso o bebê não se acalme em seu colo, tente um banho morno ou compressas na barriga da criança. Aumentando a temperatura, criamos uma sensação de bem-estar, diminuindo o desconforto e descontraindo a musculatura.

5.Crie uma rotina

Para evitar a cólica em outras ocasiões, crie uma rotina com seu bebê. Com horários já estabelecidos para o sono, alimentação, banho e passeios. Além disso, mantenha constância nas marcas de leite, visto que a alteração pode gerar cólicas.

“A cólica infantil é um quadro comum em recém-nascidos, mas aflitivo. Por isso, é importante educar os pais e cuidadores com informações e dicas de qualidade, a fim de gerar esclarecimento e compressão sobre o tema, consequentemente, tranquilizando-os neste momento”, finaliza a médica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar