fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Tite diz que alta concorrência impede convocação de destaques do Brasileirão

Tite também admitiu ser preciso relativizar o desempenho de um jogador do futebol do Brasil com o daqueles que se destacam em ligas europeias

Avatar

Publicado

em

TITE
Foto: Luis Costa/ AFP
PUBLICIDADE

A recente convocação de Tite para os próximos compromissos da seleção nas Eliminatórias contou com quatro jogadores que atuam no futebol nacional, mas sem aqueles nomes que têm sido destaque no Campeonato Brasileiro, como Marinho, Thiago Galhardo e Pedro. Questionado especificamente sobre a ausência do atacante santista, o treinador assegurou que vem acompanhando o torneio, mas que a forte concorrência o leva a optar, nesse momento, por outros nomes.

“Tem muita concorrência em diferentes setores da equipe. Marinho faz parte de uma série de jogadores que têm se destacado no Brasileirão, assim como Galhardo. Na concorrência, tu tens a busca por uma projeção, histórico na seleção. Ele compete com Neymar, Richarlison, Cebolinha, Vinicius Junior, Rodrygo… É uma função em que temos ótimas opções. A gente tem escolhas em função da concorrência”, disse o treinador em entrevista ao SBT.

Na lista de convocados para os duelos com Bolívia e Uruguai, em novembro, foram incluídos quatro jogadores que atuam no País: os palmeirenses Gabriel Menino e Weverton e os flamenguistas Rodrigo Caio e Everton Ribeiro.

Tite também admitiu ser preciso relativizar o bom desempenho de um jogador do futebol do Brasil com o daqueles que se destacam em grandes ligas europeias, como a inglesa, por considerar que o nível e a exigência fora do País são maiores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“O atleta que está em alto nível jogando a Premier League tem que relativizar o bom momento do que está no Brasil? Sim. É alto nível, o grau de exigência físico, técnico e mental nesses campeonatos é muito grande. Então, momentos, equipes, campeonatos são levados em consideração, sim”, afirmou.

Tite também fez elogios a Pedro, lembrando que o centroavante possui experiência pelas seleções de base do Brasil, destacando que o observa desde então. E exaltou as suas características para assegurar que o atacante flamenguista está no seu radar.

“Sobre o Pedro, me sinto muito à vontade para falar pela integração com a base e o trabalho que tem sido desenvolvido. Então se pegar desde (Rogério) Micale, (André) Jardine, (Carlos) Amadeu, todos têm esses atletas todos trabalhados, a gente procura a integração na convocação. Lá atrás buscávamos integração com as categorias sub-23, sub-20 para completar o treinos. Dentre eles, veio o Pedro. É um pivô de qualidade, finalização, bom cabeceio, inteligente”, comentou.

Estadão Conteúdo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade