Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Torcida

Skatista conquista a web como comentarista das Olimpíadas

Na cobertura da prova de skate street que consagrou Rayssa Leal, a Fadinha, 13, com a prata, Karen mostrou toda sua espontaneidade

Foto: Reprodução/Instagram

Leonardo Volpato
FolhaPress

Sem filtro e com muito humor, a skatista Karen Jonz, 37 anos, atual comentarista da modalidade nas Olimpíadas pelo SporTV, tem chamado a atenção com seus comentários nada convencionais.

O nome dela foi parar entre os assuntos mais comentados das redes sociais. Vídeos de momentos em que ela faz seus destaques inusitados viralizaram na rede.

Na cobertura da prova de skate street que consagrou Rayssa Leal, a Fadinha, 13, com a prata, Karen mostrou toda sua espontaneidade ao soltar um “xerecou” para no momento em que uma competidora australiana quase bateu as partes íntimas no corrimão após errar a manobra. “Olha, é ruim para os homens cair desse jeito, mas tenho que informar que para as mulheres também é”, emendou.

O comentário, inclusive, rendeu uma pequena bronca da direção da SporTV, como ela mesmo informou em suas redes sociais. Porém, não foi um puxão de orelha grande.

Em outro momento, soltou um “viado” no meio da transmissão. Resultado da empolgação com uma das manobras espetaculares da adolescente. A skatista também reparou que o narrador Sérgio Arenillas “falava diferente” quando estava filmando e quando não estava no ar. Porém, na sequência, fez questão de ressaltar que ambos os jeitos “eram muito bons”.

As intervenções fora do comum continuaram. Sem filtro, se mostrou espantada pelo fato de as notas saírem antes para quem transmite do que para os próprios atletas. “Shhhh”, foi o que deu para ouvir após ela revelar essa informação, brincando que que seria um segredo dos bastidores da transmissão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Após a queda de uma outra skatista, Karen não se conteve. “Que trouxa, ela ficou parecendo um peixe morto de propósito para matar todos do coração. Não façam isso”, disparou.

Mas Karen ainda faria mais. Enquanto um dos integrantes da transmissão anunciava, na competição masculina, que um competidor era pai e que “pouco se falava em paternidade” nos Jogos, Karen deu uma retrucada. “Provavelmente eles deixam o filho com a mãe e vão andar [de skate].”

Karen virou sucesso imediato na internet. Até mesmo artistas se renderam à espontaneidade dela. Foi o caso da atriz Bruna Marquezine, 25. “Karen, eu te amo”, postou a artista ao compartilhar uma de suas pérolas. “É recíproco”, respondeu a comentarista.

COMENTARISTA TETRACAMPEÃ

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Karen é tetracampeã mundial de skate na modalidade vertical e uma das maiores referências do esporte no Brasil. A categoria dela não está nas Olimpíadas de Tóquio. Nascida em Santos, ela é casada com o cantor Lucas Silveira, da banda Fresno, com quem já lançou músicas e covers.

Ambos têm uma filha de quatro anos, chamada Sky. A garotinha também parece ter tudo para seguir os passos da mãe. Nas redes sociais, já mostra ter qualidade com o skate nos pés como mostra o mais recente registro publicado pela mãe coruja.

Karen Jonz foi a primeira mulher a ganhar uma medalha de ouro nos X Games, campeonato dos mais importantes do mundo. Foi também a primeira brasileira a ser campeã mundial, em 2008. Em 2017, conquistou seu primeiro campeonato após a gestação.

Em entrevista à revista Veja, disse que durante a adolescência vendeu bolos para conseguir montar seu primeiro skate e usava uma faixa para esconder os seios e buscar por aceitação no esporte. Como não havia mulheres, ela disputava no meio dos homens.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Hoje, tornou-se uma referência e torce para que cada vez mais mulheres entrem na modalidade. “No começo era tipo encontrar Pokemon raro [ver mulheres andando de skate], o que de certa forma tornava especial e emocionante cada nova menina que eu via andando (pouquíssimas)”, disse no Instagram.

“Com o tempo, essa felicidade foi aumentando. Me reconhecer nas outras e compartilhar uma paixão é uma delícia. Sou muito entusiasta do skate feminino, sempre fui, é incontrolável”, emendou na legenda de um vídeo postado.

Além do esporte, Karen também é muito ligada em moda e costuma ostentar peças de roupas que ela mesma cria.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Curiosamente, tudo começou com as calcinhas, que decidiu fazer, já que as suas apareciam enquanto andava de skate e se abaixava. Era ela quem costurava, cortava e estampava as peças íntimas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No YouTube, Jonz também leva sua espontaneidade para os fãs. Em seu canal Garagem de Unicórnio, ela mostra a rotina da família, do skate e seus covers com o marido.

AS informações são da FolhaPress






Você pode gostar