fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Santos supera problemas e bate LDU no Equador para abrir vantagem na Libertadores

O time, afinal, segue muito desfalcado em função dos casos de coronavírus, e nem pôde ser dirigido por Cuca, em repouso após se livrar da doença

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE
O Santos largou bem nas oitavas de final da Copa Libertadores. Nesta terça-feira, com gols de Soteldo e Marinho, além da boa atuação de John, derrotou a LDU por 2 a 1, no Estádio Casa Blanca, em Quito, abrindo vantagem no confronto.

O triunfo foi mais um exemplo de superação do Santos. O time, afinal, segue muito desfalcado em função dos casos de coronavírus, e nem pôde ser dirigido por Cuca, em repouso após se livrar da doença. Mas triunfou com atuações decisivas de reservas, como John, e viu os seus principais jogadores ofensivos marcarem os gols – o 18.º de Marinho em 2020 saiu de pênalti, após grande jogada individual. No primeiro, foi Pará quem construiu a jogada para Soteldo finalizar com precisão.

O resultado ganha ainda mais relevância pela dificuldade que costuma ser encarar a LDU no Casa Blanca, tanto que o time equatoriano ganhou os três jogos que fez como mandante na fase de grupos, com 11 gols marcados e apenas 2 sofridos. Mas acabou prevalecendo a ótima campanha do Santos com 6 vitórias e 1 empate nos 7 duelos que disputou na Libertadores.

O duelo de volta contra a LDU vai ser disputado na próxima terça-feira, na Vila Belmiro, com o Santos só precisando do empate para avançar às quartas de final – derrota por 1 a 0 também classifica o time. Antes, no sábado, receberá o Sport, pelo Campeonato Brasileiro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O JOGO – Para encarar a LDU, o Santos precisou atuar com um sistema defensivo bem diferente da considerada formação ideal. O interino Marcelo Fernandes não tinha João Paulo, Pará e Luan Peres, por causa do coronavírus, e o lesionado Laércio. Assim, escalou o goleiro John, com Pará, Veríssimo, Luiz Felipe e Felipe Jonatan atuando à sua frente. E apostou na experiência de Alison para substituir o suspenso Jobson.

Mas mesmo com os problemas, o início do jogo foi bom para o Santos. Marinho disparou uma falta de longe com perigo no minuto inicial, a LDU respondeu do mesmo modo com Alcivar, tentando aproveitar os efeitos da altitude, mas o time alvinegro logo abriu o placar. E foi com ótima jogada individual de Pará, que passou por dois marcadores, antes de cruzar para trás, acionando Soteldo, livre, que finalizou as redes, aos seis minutos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Só que logo o Santos perdeu o fôlego e a intensidade iniciais. Viu a LDU passa a atacar com perigo, especialmente em jogadas pelo lado esquerdo da sua defesa. Outro problema da equipe eram os vários erros de passe, aumentando o desgaste, pela necessidade de rápida recomposição.

John, com boa atuação, ia evitando o empate com defesas difíceis, como aos 27 minutos, em finalização de Perlaza. Preocupado, Marcelo Fernandes trocou Jean Mota pelo zagueiro Wagner Leonardo para reforçar a marcação pela esquerda. Mas aos 46 o time foi vazado. Billy Arce puxou contra-ataque, deu corte seco em Pituca e finalizou, parando em John. Mas, no rebote, Jhohan Julio cabeceou para as redes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No segundo tempo, a individualidade de Soteldo e Marinho e a boa atuação de John fizeram o Santos não sentir a decepção do gol sofrido no fim. Enquanto atrás o goleiro fez difícil defesa em finalização de Alcivar após jogada ensaiada, seus principais atacantes davam trabalho na frente.

Marinho arriscava chutes de longe, Soteldo quase marcou um gol olímpico e aos 13 veio o segundo gol santista. O brasileiro fez jogada individual e acabou sendo derrubado na grande área. Ele mesmo executou a cobrança, rasteira e no canto esquerdo para fazer 2 a 1.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

Depois dos 25 minutos, o Santos optou por se defender. E mais bem postado do que na etapa inicial, não correu tantos riscos, a ponto de nos longos nove minutos de acréscimo ter a chance para marcar o terceiro, com Pituca. Não fez, mas conseguiu manter a vantagem que o deixa próximo das quartas de final da Libertadores.

FICHA TÉCNICA:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

LDU 1 x 2 SANTOS

LDU – Gabbarini; Perlaza (Zunino), Luis Caicedo, Ordóñez e Cruz (Ayala); Alcívar, Vega (Marcos Caicedo), Quintero (Aguirre) e Billy Arce; Jhojan Julio e Martínez Borja. Técnico: Pablo Repetto.

SANTOS – John; Pará, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Felipe Jonatan (Lucas Braga); Diego Pituca, Alison e Jean Mota (Wagner Leonardo); Soteldo (Vinicius Baliero), Marinho (Lucas Lourenço) e Kaio Jorge. Técnico: Marcelo Fernandes (interino).

GOLS – Soteldo, aos 6, Jhohan Julio, aos 46 minutos do primeiro tempo; Marinho, aos 13 minutos do segundo temo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

ÁRBITRO – Fernando Rapallini (Argentina).

CARTÕES AMARELOS – Vega, Luiz Felipe, Wagner Leonardo, Alcívar, Felipe Jonatan, Aguirre, Soteldo e Ordóñez.

LOCAL – Estádio Casa Blanca, em Quito (Equador).




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade