fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Pep Guardiola diz torcer para que Messi encerre a carreira no Barcelona

“Isso é o que eu quero. Eu gostaria, como já disse não sei quantas vezes, talvez mil vezes, como torcedor do Barcelona, que Messi se aposentasse no Barcelona”, reforçou

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Pep Guardiola afirmou que a renovação de seu contrato com o Manchester City até 2023 não está condicionada à possibilidade da chegada de Lionel Messi no clube inglês no ano que vem. O treinador espanhol disse não ter certeza do que o futuro reserva ao craque argentino, mas considerou que o jogador deve encerrar a carreira no Barcelona.

Guardiola assinou nesta semana um novo contrato de dois anos com o City, que o vincula ao clube até 2023. Nesta sexta-feira, ele foi questionado se a decisão de estender o acordo foi motivada pela possibilidade de voltar a trabalhar com Messi, de quem foi técnico no Barcelona.

“Leo Messi é um jogador do Barcelona. E se você me pergunta a minha opinião, como uma pessoa que tem imensa gratidão pelo que o Barcelona fez por mim como jogador de futebol e, depois, como técnico que me deu absolutamente tudo, o que eu quero é que ele termine a carreira lá”, opinou o treinador.

“Isso é o que eu quero. Eu gostaria, como já disse não sei quantas vezes, talvez mil vezes, como torcedor do Barcelona, que Messi se aposentasse no Barcelona”, reforçou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Não é a primeira vez que Guardiola minimiza as conversas sobre um reencontro com seu ex-jogador no City e novamente ele ressaltou que não sabe qual será o destino do jogador eleito seis vezes o melhor do mundo. O vínculo de Messi com o Barcelona se encerra ao fim desta temporada, em junho de 2021, mas o argentino já pode assinar um pré-contrato com qualquer clube a partir de janeiro.

“Ele termina o seu contrato ano que vem. Eu não sei o que vai está em sua mente. Neste momento, ele é um jogador do Barcelona. O mercado de transferências será em junho, julho. Temos metas incríveis que queremos alcançar e isso é tudo o que temos em nossas mentes. O resto não posso dizer mais nada”,

O City foi apontado pela imprensa espanhola como o destino mais provável de Messi, de 33 anos, depois de o jogador ter manifestado sua vontade de deixar o Barcelona após o fim da temporada passada. Ele acabou permanecendo, mas seu futuro ainda segue incerto.

A atenção de Guardiola, no momento, está voltada à partida do City contra o Tottenham, no sábado, às 14h30 (de Brasília), em Londres, pela nona rodada do Campeonato Inglês. O treinador não pode contar com o zagueiro holandês Nathan Aké, machucado, e o volante brasileiro Fernandinho, com uma gastroenterite.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Estadão Conteúdo




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade