fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Mexicano Perez é confirmado como piloto da Red Bull na F1

O mexicano de 30 anos estava de saída da categoria, depois de ter tido seu lugar na Racing Point (futura Aston Martin) ocupado por Sebastian Vettel

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Julianne Cerasoli

A Red Bull confirmou nesta sexta-feira (18) que Sergio Perez será o substituto de Alex Albon e fará dupla com Max Verstappen na temporada 2021, fechando a última vaga do grid da Fórmula 1.

O mexicano de 30 anos estava de saída da categoria, depois de ter tido seu lugar na Racing Point (futura Aston Martin) ocupado por Sebastian Vettel.

Com isso, o grid de 2021 da Fórmula 1 terá cinco pilotos em equipes diferentes e três estreantes. E só três times -Mercedes, Alfa Romeo e Williams- vão seguir com a mesma dupla.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No caso da Mercedes, Lewis Hamilton ainda não está oficialmente confirmado, mas o anúncio é esperado para as próximas semanas, ainda mais depois que a equipe revelou nesta sexta-feira (18) que Toto Wolff vai continuar como o chefe por mais três anos e agora é dono de um terço do time, dividido em partes iguais entre a montadora e a parceira do setor de petroquímica INEOS.

Já Perez disse estar muito feliz com a notícia de que correrá na Red Bull. “Agradeço muito à Red Bull por me dar a oportunidade de correr com a equipe em 2021. A chance de pilotar para um time capaz de disputar o campeonato é algo que esperava desde que cheguei à Fórmula 1 e será um momento de orgulho para mim estar no grid com as cores da Red Bull ao lado de Max. Acreditem que vou manter o foco total na próxima temporada. A equipe tem a mesma mentalidade ganhadora que eu tenho, e sei que estou aqui para entregar performance e ajudá-los a lutar por mais um título”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A confirmação coloca fim a meses de especulação a respeito de Albon, cujo rendimento em 2020, sua primeira temporada completa na Red Bull, ficou muito abaixo do esperado. O tailandês fez menos que a metade dos pontos de Verstappen e foi apenas o sétimo colocado no mundial, embora a Red Bull tenha sido, com folga, a vice-campeã entre as equipes.

Isso fez com que a Red Bull contratasse um piloto que não faz parte de seu programa de jovens pela primeira vez desde que Mark Webber chegou ao time em 2007.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O chefe da Red Bull, Christian Horner, afirmou que a decisão foi baseada em dados. “Alex é um membro valioso de nossa equipe e refletimos muito e por muito tempo sobre essa decisão. Avaliamos com calma todos os dados relevantes em termos de performance e decidimos que Perez é o piloto certo para correr ao lado de Max em 2021.”

Albon, que nasceu e foi criado no Reino Unido, mas tem dupla cidadania e corre pela Tailândia, contando com o apoio de um dos donos da Red Bull, o tailandês Chalerm Yoovidhya, segue na equipe como piloto reserva.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

Ele sobrou na dança das cadeiras, depois que Vettel foi da Ferrari para a Aston Martin, Carlos Sainz ficou com a vaga de Vettel na Ferrari, Daniel Ricciardo foi para o lugar de Sainz na McLaren, Fernando Alonso substituiu Ricciardo na Renault e, por fim, Perez foi para o lugar de Albon.

O mexicano tem sua segunda grande chance na Fórmula 1. Ele foi contratado, em 2013, para o lugar de Lewis Hamilton na McLaren, mas decepcionou e também viu o time perder performance ao longo daquela temporada. Em 2014, foi para a Force India, onde conquistou sete pódios de lá para cá (incluindo depois que o time mudou de nome para Racing Point) e se tornou, de longe, o piloto de time médio com mais visitas ao pódio dos últimos anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A consistência é sua grande característica, assim como uma ótima administração dos pneus. Ele vinha dizendo que sentia estar no melhor momento da carreira, tendo ficado em quarto lugar no campeonato mesmo tendo perdido duas corridas por conta da Covid-19. Em sua décima temporada na F1, Perez acabou de vencer sua primeira prova, o GP de Sakhir, penúltima etapa do campeonato.

Confira os pilotos com assento já garantido em 2021

Alfa Romeo: Kimi Raikkonen e Antonio Giovinazzi
AlphaTauri: Pierre Gasly e Yuki Tsunoda
Ferrari: Charles Leclerc e Carlos Sainz Jr.
Haas: Mick Schumacher e Nikita Mazepin
McLaren: Daniel Riccardo e Lando Norris
Mercedes: Valterri Bottas e mais um piloto (muito provavelmente Lewis Hamilton)
Racing Point (agora Aston Martin): Lance Stroll e Sebastian Vettel
Red Bull: Max Verstappen e Sergio Perez
Renault: Fernando Alonso e Esteban Ocon
Williams: George Russell e Nicholas Latifi

As informações são da Folhapress




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade