Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Torcida

“Merecíamos a vitória mesmo com um jogador a menos”, analisa Jardine

Apesar do resultado, o técnico André Jardine elogiou o comportamento do time, que atuou 70 minutos com um jogador a menos

O Brasil empatou em 0 a 0 com a Costa do Marfim, neste domingo (25), na segunda rodada da fase de grupos do futebol masculino nas Olimpíadas de Tóquio, e adiou a definição de sua classificação no Grupo D. Apesar do resultado, o técnico André Jardine elogiou o comportamento do time, que atuou 70 minutos com um jogador a menos por causa da expulsão de Douglas Luiz logo aos 13 do primeiro tempo.

“Gostaríamos muito de nos classificar hoje, mas a equipe demonstrou comprometimento com a camisa da seleção, fez um jogo com raça e inteligência para suportar um adversário que tem força e qualidade. A sensação é de que merecíamos a vitória mesmo com um jogador a menos e mais ainda após a expulsão deles, quando tivemos situações para definir o jogo. Fica um sentimento positivo para o resto da competição.”

Se Douglas Luiz foi expulso no primeiro tempo, a Costa do Marfim perdeu Kouassi pelo mesmo motivo, mas só aos 34 minutos da etapa complementar. Em entrevista coletiva, Jardine questionou o cartão vermelho aplicado para o brasileiro: “Minha compreensão é que a expulsão acabou interferindo muito na equipe porque foi muito cedo contra uma equipe que tem força física muito grande, então a exigência física foi muito alta. Fico um pouco sem entender, ainda mais com intervenção, podendo usar o VAR, como se chega numa decisão como essa.”

Douglas Luiz foi expulso depois de uma falta em Youssouf Dao perto da entrada da área. O próprio volante não conseguiu fazer um domínio no meio-campo, cedeu o contra-ataque e derrubou o marfinense. O árbitro Ismael Elfath mostrou cartão amarelo, mas depois contou com ajuda da arbitragem de vídeo e mudou para o vermelho. Torcedores brasileiros reclamaram da decisão.

Apesar da expulsão, o Brasil teve bom volume ofensivo e finalizou oito vezes contra o gol adversário, contra seis da Costa do Marfim. Também foram 56% de posse de bola. Baseado nestes números, o técnico André Jardine elogiou o desempenho de sua equipe na segunda rodada.

“Temos que valorizar a demonstração que a equipe teve de espírito de equipe, que se doou demais para defender com os atacantes.

Acabamos não recompondo com outro volante, apostando na capacidade do Antony e do Claudinho com Cunha e Richarlison de fechar espaços e defenderem junto com Guimarães no centro do campo. Temos que valorizar muito isso e acho que no fim das contas é um jogo que vai nos fazer crescer demais como equipe na competição por termos superado juntos uma situação extremamente adversa, num jogo que demos importância decisiva.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Brasil fecha participação na primeira fase dos Jogos Olímpicos na quarta-feira (28), às 5h, em Saitama, contra a Arábia Saudita. O time é líder do Grupo D com os mesmos quatro pontos da Costa do Marfim, mas um gol a mais de saldo.






Você pode gostar