fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Liverpool é campeão nacional 30 anos após última conquista

Com 86 pontos, 23 de vantagem sobre o segundo colocado e até então campeão City, o Liverpool já não pode mais ser alcançado na tabela

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Trinta anos depois de seu último título inglês, o Liverpool garantiu matematicamente o troféu da Premier League 2019-2020, nesta quinta-feira na 31ª rodada da competição, após a derrota por 2 a 1 do Manchester City (2º) para o Chelsea (3º).

Na quarta-feira, o Liverpool havia goleado por 4 a 0 o Crystal Palace em Anfield e só restava torcer por um tropeço dos Citizens em Stamford Bridge para finalmente poder soltar o grito de campeão inglês.

Em jogo emocionante e repleto de chances para os dois lados, o Chelsea abriu o placar com um gol do americano Christian Pulisic (36′), finalizando com categoria um contra-ataque rápido, após bobeada de Mendy no meio de campo.

Na volta do intervalo, o City partiu ao ataque em busca de uma virada que impedisse o título do Liverpool nesta quinta-feira e parecia se aproximar do objetivo logo aos 10 minutos, quando o belga Kevin De Bruyne empatou a partida com uma cobrança de falta precisa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mas os planos da equipe de Pep Guardiola foram por água abaixo aos 33 minutos da segunda etapa, quando Fernandinho tirou propositalmente a bola de cima da linha do próprio gol com a mão. O arbitro não viu, mas o lance não escapou do olhar atento do VAR, que marcou o pênalti e mandou o brasileiro ser expulso.

Na cobrança, Willian acertou o ângulo de Ederson e garantiu a vitória do Chelsea.

Com o resultado, o Liverpool pôde comemorar seu primeiro título inglês desde 1990, antes mesmo da criação da Premier League (1992).

Os Reds consagram assim uma temporada inglesa em que dominaram os rivais do início ao fim, apesar da suspensão por três meses do futebol no país devido à pandemia do coronavírus, que colocou em risco a sequência do campeonato.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com 86 pontos, 23 de vantagem sobre o segundo colocado e até então campeão City, o Liverpool já não pode mais ser alcançado na tabela.

Arsenal cresce

Mais cedo, o Arsenal (9º) derrotou por 2 a 0 fora de casa o Southampton (14º) e se manteve na briga por uma vaga europeia na próxima temporada.

Os Gunners seguem a 11 pontos de distância do Chelsea (4º), última equipe na zona de classificação para a Liga dos Campeões.

Os dois gols do Arsenal na partida foram marcados por Eddie Nketiah (20′) e Joe Willock (87′).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Southampton terminou o jogo com um jogador a menos, após a expulsão aos 40 minutos do segundo tempo de Jack Stephens.

Este triunfo permite à equipe do técnico Mikel Arteta reagir na competição, após perder os dois jogos disputados (Manchester City e Brighton) desde a volta do futebol na Inglaterra pós-suspensão devido à pandemia do coronavírus.

Na outra partida do dia já terminada, o Burnley (11º) derrotou por 1 a 0 o Watford (16º) com gol de Jay Rodríguez.

© Agence France-Presse

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade