Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Legião é derrotado e DF fica sem representantes na Copinha

Publicado

em

Publicidade

Eric Zambon
eric.zambon@grupojbr.com

A derrota por 2 a 1 do Legião Futebol Clube para o Athlético-PR, na noite desta sexta-feira (11), significou o adeus do DF da Copa São Paulo de Futebol Júnior, tradicional torneio de categorias de base do País. O confronto era válido pela segunda fase da competição, onde 64 clubes remanescentes da fase de grupos se enfrentam.

Como o outro representante de Brasília, o Ceilândia Esporte Clube, foi presa fácil no grupo 1 e sequer chegou à segunda etapa, o futebol local se torna mera espectador do torneio a partir de agora. O tiro curto no torneio igualou a participação dos times candangos desta edição aos clubes que jogaram o certame em 2018.

No ano passado, o Cruzeiro (DF) foi lanterninha do seu grupo, enquanto o Real passou de fase em segundo lugar de sua chave e foi eliminado na etapa seguinte. A melhor participação recente do DF no torneio foi em 2014, quando o Brasília terminou entre os 16 melhores, tendo sido eliminado pelo tradicional São Paulo nas oitavas de final em disputa de pênaltis.

Publicidade

https://www.facebook.com/LegiaoFutebol/photos/a.915581531915772/1291211107686144/?type=3&theater

Primeira vez

O Legião, estreante no torneio, havia surpreendido ao se classificar em segundo lugar do grupo 5. Após uma estreia nervosa, em 3 de janeiro, com um modorrento 0 a 0 diante do Atlético-GO, o Leão do Rock bateu o Osvaldo Cruz (SP) por 2 a 0, em 6 de janeiro, e ficou em situação favorável para se classificar. Mesmo tendo sido derrotado por 1 a 0 para o líder Mirassol (SP) na última rodada, disputada dia 9, ficou à frente do Dragão goiano por critérios de desempate.

No duelo contra o Athlético nesta sexta, o time do DF conseguiu segurar bem o ímpeto do Furacão no primeiro tempo, mas, na segunda etapa, tomou dois gols em cinco minutos e os meninos se desesperaram. Para completar o infortúnio, o meia Baiano foi expulso um minuto após o último gol dos paranaenses, complicando de vez a vida dos candangos.  Nos acréscimos, o atacante Juninho descontou para o Leão, mas já era tarde. O sonho acabou.

 


Você pode gostar
Publicidade