Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Hairton Cabral, treinador do Brasília Vôlei, pede afastamento para tratar câncer

Matheus Garzon
[email protected]

O técnico Hairton Cabral não deve mais comandar o Brasília Vôlei na temporada 2018/2019. O treinador pediu afastamento na liderança do time após descobrir, em dezembro, um câncer na próstata. O auxiliar-técnico Inácio Júnior já foi apontado como o substituto e comanda a equipe diante do Barueri, na terça-feira, em casa, pela décima rodada da Superliga Feminina.

De acordo com James Oliveira, presidente do Brasília, Hairton já se preocupava com a saúde há algum tempo e uma bateria de exames realizada no final do ano passado identificou o tumor. “Ele já estava sentindo alguma coisa, fez os testes e preferiu se afastar. Entendi perfeitamente a escolha dele. Saúde e família em primeiro lugar”, afirma.

Com a ausência, James não teve dúvidas em apostar na continuidade do trabalho e apontou Inácio Júnior, auxiliar-técnico da equipe há 5 anos, para assumir o cargo de treinador. “Falei para ele fazer exatamente o que o Hairton estava fazendo. Não queremos perder tudo o que construímos” relata o presidente.

Não é a primeira experiência de Inácio como treinador principal do time brasiliense. No ano passado, Inácio também assumiu interinamente esse posto quando o então técnico Júnior Negrão, esteve de licença paternidade. Apesar de ser uma oportunidade de mostrar trabalho, o novo comandante do Brasília Vôlei lamenta a causa da chance que terá.

“Infelizmente estou voltando, mas é só para manter o trabalho. Nós somos bem ligados um com o outro e estou sempre em contato com ele. A ausência dele será apenas física”, conta o novo treinador.

Inácio Júnior. Foto: Nadine Oliver/Divulgação Brasília Vôlei

Foram seis jogos e apenas uma vitória na breve passagem como técnico principal no início de 2018. Da experiência, Inácio Júnior conta que tirou bastante coisa. “Tem que trabalhar, não adianta só esperar. Temos que treinar muito dentro dos nossos limites, pois ninguém está aqui para perder tempo”, afirma.

Estilo

A meio de rede Fernanda Campos estava na equipe da temporada passada e já conhece o estilo de Inácio. “É um bom técnico, que já pegou uma experiência com a necessidade que tivemos da última vez. Os treinos dele são muito bons e tenho certeza que vai dar conta do recado”, diz a jogadora.

Fernanda lembra que o anúncio do afastamento feito por Hairton Cabral foi na véspera do último jogo do ano, contra o Fluminense. “Todos nós ficamos sentidas. Principalmente por ser a primeira vez que ele sai de São Paulo para comandar um time. Demos muito apoio e esperamos que ele volte logo”, lamenta.

Sem Hairton, o Brasília encara nesta terça-feira, no ginásio SESI de Taguatinga, a equipe paulista do Barueri buscando melhorar na tabela. O time candango se encontra na nona posição, uma abaixo da zona classificatória dos playoffs.

O treinador realizará o tratamento em São Paulo.

Você pode gostar
Publicidade