Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Ex-jogador da seleção brasileira é acusado de agressão

Hoje coordenador de futebol do PSG, Maxwell teria ameaçado e agredido sua ex-mulher

Da Redação
[email protected]

O ex-jogador Maxwell, que defendeu Paris Saint-Germain, Barcelona e Cruzeiro e seleção brasileira ao longo da carreira, é acusado pela ex-mulher Giulia Reverendo Andrade de agressão.

De acordo com boletim de ocorrência registrado no dia 27 de março em Belo Horizonte, ela vem sofrendo ameaças ao longo de todo o relacionamento com o ex-lateral esquerdo de 36 anos.

Giulia é casada com Maxwell há 13 anos e tem quatro filhos com ele. O ex-jogador, que atualmente é coordenador de futebol do PSG, nega as acusações e diz que vai provar a inocência.

“Lamento ver como uma pessoa com quem convivi e é a mãe dos meus maravilhosos filhos usa a lei desta forma. Pelo bem dos meus filhos, eu provarei minha total inocência e mostrarei que tudo isso é mentira”.

Em abril de 2018, ainda segundo o boletim de ocorrência, ela sofreu novas ameaças. “Vai ver o que vou fazer com você”, teria dito o ex-jogador. Três meses depois, Giulia decidiu voltar a Belo Horizonte com os filhos do casal. Desde então, ela disse à Polícia que vem sofrendo humilhações através de mensagens e ligações feitas por Maxwell.

Você pode gostar
Publicidade