fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Domènec evita comparação com Jesus: ‘Dome não está aqui para competir com Jorge’

O treinador rubro-negro fez questão de ressaltar que teve muito mais problemas que Jorge Jesus em seu início de trabalho no Flamengo

Avatar

Publicado

em

Foto: Alexandre Vidal/ Flamengo
PUBLICIDADE

O Flamengo derrotou o Athletico-PR por 3 a 2, na noite de quarta-feira, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, e se classificou às quartas de final da Copa do Brasil, mas um assunto fora de campo incomodou bastante o técnico espanhol Domènec Torrent após a partida. Perguntado na entrevista coletiva sobre a evolução de seu time no início de trabalho em relação ao mesmo período do português Jorge Jesus no clube, ele evitou fazer comparações.

“O trabalho do Jorge foi excelente aqui, ganhou tudo, muitos títulos, foi excelente. Mas o Dome não está aqui para competir com o Jorge, nem com outro treinador. Parece que estou competindo com o Jorge, mas não! O Dome está aqui porque o Jorge decidiu, de maneira legal, trabalhar em outro país. Por isso o Dome está aqui!”, afirmou o espanhol.

O treinador rubro-negro fez questão de ressaltar que teve muito mais problemas que Jorge Jesus em seu início de trabalho no Flamengo. Um exemplo mostrado foi o pouco tempo que teve para treinar a equipe assim que chegou.

“O que aconteceu com o Dome é muito fácil. Quando chegamos aqui (ao Flamengo), o time parou 21 dias. Depois de 21 dias, só treinou sete, mas não em sequência. Eu tenho que falar isso porque as pessoas não sabem. Treinou três dias, folga, folga, treinou três dias, folga… Aí chega o Dome, tem dois treinamentos e cinco jogos em 15 dias. Não é desculpa. É a realidade! Essa é a verdade. Não tive pré-temporada, que é algo importante para qualquer técnico. Nós não tivemos. E jogamos cinco jogos em 15 dias. Claro que, se vocês quiserem continuar falando nisso (Jorge Jesus), não tem problema… Mas não é a mesma coisa”, disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sobre a vitória e a classificação na Copa do Brasil, Domènec mostrou satisfação, mas cobrou concentração e foco, visando a não repetição de erros individuais. O espanhol chegou a dizer que o Flamengo tem “dado” gols com frequência. E admitiu ter se “irritado” por isso.

“Defensivamente, temos que estar focados. Podemos perder o Brasileirão também por isso. Em dois erros, demos dois gols. São coisas que não dá para treinar, é estar concentrado os 90 minutos. Poderíamos ter feito mais gols. Teve o lance do Pedro que poderia ter passado a bola. Não podemos dar facilidades ao adversário porque isso no mata-mata você está fora, na Libertadores você está fora. Vamos trabalhar isso. Sei que ninguém é máquina aqui, jogadores podem errar, o técnico erra, mas, dos últimos seis gols, demos cinco”, comentou.

Agora, o Flamengo volta a campo pelo Campeonato Brasileiro neste domingo, quando visitará o Atlético-MG, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, pela 20.ª rodada. O técnico atualizou a situação dos atletas que vêm de recuperação, porém não precisou prazos.

“Arrascaeta ainda não está com o grupo, tem desconforto. Temos que ver no dia a dia. O Gabi (Gabriel) já entrou alguns minutos com o grupo, mas ainda falta fisicamente. Eles têm alta clínica, mas a parte física é outra coisa. Foi o mesmo com o Pedro Rocha. Vamos verificar amanhã (quinta-feira) como estão, mas não para o jogo contra o Atlético-MG”, completou Domènec.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Estadão Conteúdo




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade