fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Ceni tenta retomar confiança do Flamengo para mata-mata da Libertadores

O Flamengo enfrenta o Racing no El Cilindro, em Avellaneda, a partir das 21h30 (de Brasília) desta terça

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

São Paulo, SP

A primeira vitória do Flamengo sob o comando de Rogério Ceni veio em boa hora para o time. Ao vencer o Coritiba no sábado (21), pelo Campeonato Brasileiro, o time ganhou confiança para as oitavas de final da Libertadores, pelas quais o clube rubro-negro tem difícil confronto com o Racing nesta terça-feira (24), na Argentina. Mais do que o desempenho, o lado psicológico está em evolução.

Ao analisar a partida do último final de semana, o treinador preferiu valorizar o lado bom das coisas, diminuindo o peso das muitas chances perdidas e ressaltando que a criação foi o ponto alto da equipe. Além do otimismo, a ideia de Rogério com as palavras era motivar seus jogadores em declarações públicas, amplificando o que já vem fazendo internamente.

“Eu os motivo todos os dias. Vejo no rosto deles o prazer de vestir a camisa do Flamengo. Para mim, está sendo um prazer muito grande. Estamos fazendo trabalhos cada vez mais intensos para condicionar o grupo, que é centrado, concentrado e com o psicológico forte. Quando sofre o gol, demora um pouco para reagir. Mas a vitória dá confiança e esses caras vão conseguir levar o Flamengo longe”, declarou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As 23 finalizações contra o Coritiba -17 na grande área, sendo 13 situações claras de gol em dados do SofaScore- fizeram o torcedor relembrar um pouco do time de Jorge Jesus que venceu quase tudo em 2019, assim como a intensidade, a posse de bola (63%) e o início avassalador. Por outro lado, o adversário não era dos mais fortes, o que deixa algumas dúvidas no ar.

Por ter saído na frente logo no começo, o time rubro-negro não sofreu com a parte psicológica, o que Ceni havia alertado após a eliminação para o São Paulo na Copa do Brasil. Ainda assim, foi vazado, o que tem se repetido: são apenas 2 dos últimos 15 jogos sem sofrer gols. Preocupação que o técnico não esconde.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Nesses dois dias de treinamento a gente focou principalmente com os jogadores que não estão jogando a parte defensiva. Os outros já têm uma sintonia muito boa. Os mais recentes vêm da linha de defesa. Pessoalmente, essa semana trabalhei mais a defesa, vou ser sincero. Mas, frequentemente, eu mesmo treino eles no ataque, faço os cruzamentos para eles finalizarem. Prefiro criar e perder os gols do que não chegar perto do gol adversário.”

Na derrota para o São Paulo, e consequente eliminação na Copa do Brasil, o comandante havia citado que o lado psicológico acabou atrapalhando. Ele ainda indicou que buscaria trabalhar o tema juntamente ao grupo para que melhores resultados pudessem ser colhidos em breve.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Estando no Flamengo, toda competição que você entra, todo mundo tem a expectativa que você vá vencer. Uma coisa eu posso dizer: os caras aqui têm muito comprometimento. Eles escreveram a história e não fica no passado. Eles seguem com vontade de vencer. Vamos trabalhar o mental e fazer escolhas dentro do melhor que nós temos no elenco.”

O Flamengo enfrenta o Racing no El Cilindro, em Avellaneda, a partir das 21h30 (de Brasília) desta terça. A partida de volta acontece na terça seguinte (1º), no Maracanã. Se avançar, o time carioca enfrenta Internacional ou Boca Juniors.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

RACING

Arias; Pillud, Sigali, Nery Domínguez, Soto, Mena, Matías Rojas, Miranda, Fértoli, Reniero, Licha López. T.: Sebastian Beccacece

FLAMENGO

Diego Alves; Isla, Thuler, Leo Pereira, René; Willian Arão, Gerson, Arrascaeta, Éverton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabigol. T.: Rogério Ceni

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Estádio: El Cilindro, em Avellaneda (ARG)
Horário: 21h30 (de Brasília) desta terça-feira (23)
Árbitro: Alexis Herrera (VEN)
Transmissão: SBT e Fox Sport

As informações são da Folhapress




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade