fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Carrasco do Brasil na Copa do Mundo de 1982, Paolo Rossi morre aos 64 anos

Nascido na cidade de Prato, em Florença, ele deixa a mulher, Federica, e os três filhos: Sofia Elena, Maria Vittoria e Alessandro. As informações foram divulgadas pela imprensa italiana

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE
Morreu nesta quarta-feira Paolo Rossi, carrasco da seleção brasileira na Copa do Mundo da Espanha, em 1982. O jogador tinha 64 anos. Nascido na cidade de Prato, em Florença, ele deixa a mulher, Federica, e os três filhos: Sofia Elena, Maria Vittoria e Alessandro. As informações foram divulgadas pela imprensa italiana. A causa da morte ainda não foi informada.

Paolo Rossi foi o autor dos três gols da Itália na vitória sobre o Brasil por 3 a 2 na Copa de 1982. A seleção brasileira era comandada por Telê Santana e tinha diversos craques, como Zico, Falcão, Júnior e Sócrates. Mas foi a Itália que terminou com o título, então o tricampeonato mundial.

Além do Brasil, a Itália passou pela Argentina de Maradona, a Polônia de Boniek e a Alemanha de Rummenigge na final. É o artilheiro da Itália na história das Copa do Mundo, com nove gols, ao lado de Roberto Baggio e Vieri.

Na Copa do Mundo de 1982, ele não tinha marcado até a segundo fase. Depois disso, porém, fez os três gols sobre o Brasil, os dois da vitória por 2 a 0 sobre a Polônia e um na vitória por 3 a 1 sobre a Alemanha. Terminou o Mundial como artilheiro, com seis gols no total.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No futebol italiano, Paolo Rossi defendeu a Juventus, o Vicenza, o Perugia, o Milan e o Verona. Foi na “Velha Senhora” onde ele teve mais sucesso. Conquistou a então Copa dos Campeões da Uefa, a Recopa Europeia, a Supercopa Europeia, a Copa da Itália e duas vezes o Campeonato Italiano.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade