fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Bahia perde do Defensa y Justicia em casa na ida da Copa Sul-Americana

O Bahia precisa vencer por dois ou mais gols de vantagem. Se ganhar por 3 a 2, a decisão vai para os pênaltis

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Em um jogo marcado por uma grande participação do VAR no primeiro tempo, o Bahia se complicou na luta por uma vaga na semifinal da Copa Sul-Americana ao perder para o Defensa y Justicia-ARG, por 3 a 2, na Arena Fonte Nova, nesta quarta-feira, no jogo de ida das quartas de final.

Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 19h15, no Estádio Norberto Tomaghello, em Florencio Varela, na província de Buenos Aires, na Argentina. O Bahia precisa vencer por dois ou mais gols de vantagem. Se ganhar por 3 a 2, a decisão vai para os pênaltis.

O Bahia foi surpreendido logo aos três minutos. Élber perdeu a bola e o Defensa y Justicia desceu em velocidade. Juninho Capixaba ainda fez o corte parcial, mas Braian Romero ficou com a sobra e bateu na saída de Anderson. Aos 15, o time baiano empatou com Gilberto após cruzamento de Nino Paraíba. O gol, porém, foi anulado pelo VAR depois de quatro minutos de checagem

No lance seguinte, Walter Bou caiu dentro da área e pediu pênalti, que foi assinalado pelo árbitro com ajuda do VAR. Braian Romero soltou a bomba no ângulo de Anderson, fazendo o seu segundo gol no jogo. E houve mais polêmica envolvendo o árbitro de vídeo aos 33 minutos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Gilberto cabeceou e a bola acertou o braço de Paredes. O árbitro assinalou pênalti, mas voltou atrás após checar o VAR. Aos 37, porém, o Bahia teve uma penalidade marcada pelo árbitro de vídeo Gilberto cobrou no meio e diminuiu para os donos da casa.

Ainda tinha espaço para mais emoção no primeiro tempo. O Bahia teve mais um pênalti marcado a favor após confusão dentro da área. Dessa vez, porém, Gilberto mandou para fora. Nos acréscimos, Rossi desperdiçou uma boa chance de empatar ao bater em cima de Unsain.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Logo aos três minutos do segundo tempo, Gilberto passou por um zagueiro e chutou para grande defesa do goleiro. A resposta do Defensa y Justicia veio com Martínez, que finalizou colocado e Anderson foi buscar.

Depois de um primeiro tempo movimentadíssimo, a etapa final começou morna. O Bahia tinha dificuldades para furar o bloqueio argentino. O que já era ruim ficou ainda pior aos 22 minutos. Braian Romero passou por Juninho Capixaba e tocou para Enzo Fernandez marcar o terceiro do Defensa y Justicia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Dez minutos depois, o Bahia diminuiu. Matheus Bahia tabelou com Gabriel Novaes e estufou as redes de Unsain. O time baiano ainda tentou o empate, mas quase sofreu o quarto no finalzinho, quando Enzo Fernandez cruzou e Juninho chegou antes para aliviar o perigo.

FICHA TÉCNICA:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

BAHIA 2 x 3 DEFENSA Y JUSTICIA

BAHIA – Anderson; Nino Paraíba, Anderson Martins, Juninho e Juninho Capixaba (Matheus Bahia); Ramon, Edson (Elias) e Daniel (Gabriel Novaes); Rossi (Juan Ramírez), Gilberto e Élber (Rodriguinho). Técnico: Mano Menezes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

DEFENSA Y JUSTICIA – Unsain; Frías, Héctor Martínez, Paredes e Acevedo; Larralde (Escalante), Rius, Pizzini e Isnaldo (Gallardo); Braian Romero (Merentiel) e Walter Bou (Enzo Fernandez). Técnico: Hernán Crespo.

GOLS – Braian Romero, aos 3 e aos 25 (pênalti), e Gilberto aos 39 minutos do primeiro tempo. Enzo Fernandez, aos 22, e Matheus Bahia, aos 32 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Edson e Juninho Capixaba (Bahia); Braian Romero (Defensa).

ÁRBITRO – Guillermo Guerrero (EQU).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade