fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Torcida

Após internação, Maradona terá de operar hematoma na cabeça

Uma tomografia realizada também nesta terça, por volta do meio-dia, detectou o hematoma no ex-jogador, o que causou sangramento interno

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

São Paulo, SP

Diego Maradona será levado para uma clínica em Olivos, em Buenos Aires, para ser operado por causa de um hematoma no lado esquerdo da cabeça. As informações foram confirmadas pelo seu médico, Leopoldo Luque, em entrevista na Argentina. A cirurgia pode acontecer ainda nesta terça-feira (3).

Uma tomografia realizada também nesta terça, por volta do meio-dia, detectou o hematoma no ex-jogador, o que causou sangramento interno. Não está claro quando ele poderia ter sofrido a lesão que causou o problema.

A notícia surpreendeu os jornalistas que estavam em frente ao hospital em La Plata (a 60 km da capital) onde ele estava internado desde segunda (2). Luque constatou que Diego estava excessivamente abatido e reclamava de dores no corpo, especialmente no abdômen.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Antes de passar pela tomografia, as informações dos funcionários do hospital aos repórteres era que o paciente insistia em receber alta nesta quarta (4) e estava bem, caminhando pelos corredores.

“Ele está bem melhor que ontem, com vontade de ir embora. Gostaria que ele ficasse mais um dia. Ele está anêmico, um pouco desidratado, temos que corrigir isso e ver se ele continua melhorando”, declarou Luque horas antes, otimista com a recuperação de Maradona.

A reportagem tentou entrar em contato com seu advogado, Matías Morla, mas ele não atendeu aos telefonemas.

Uma pessoa que trabalhou com Diego e teve contato com ele no último sábado (31), um dia após seu aniversário de 60 anos, disse ao jornal Folha de S.Paulo tê-lo encontrado abatido, apesar das centenas de mensagens que recebeu de personalidades esportivas. Segundo o advogado, Maradona se dizia triste por não ter conseguido reunir todos os seus filhos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Há o receio de que ele esteja deprimido, e sua falta de ânimo alarmou as pessoas que estão próximas a ele. Por divergências com a ex-mulher Claudia Villafañe, ele está afastado das filhas Dalma, 33, e Giannina, 31. Dalma já reclamou publicamente que seu acesso ao pai tem sido bloqueado, sem especificar por quem.

“Me parte a alma”, respondeu Giannina a um seguidor no Instagram sobre o estado aparente de Diego.

Maradona também manifestava tristeza pela morte de seu cunhado Raúl Machuca, marido de sua irmã Kitty e de quem ele era muito próximo. Ele morreu em agosto, vítima da Covid-19.

As informações são da Folhapress

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade