fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Promoções

Paisagens suíças

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A data nacional da Suíça é comemorada dia 1º de agosto. Para festejá-la, a embaixada do país no Brasil montou a exposição Paisagens Helvéticas: Imagens da Sensibilidade Européia no Século XIX, em cartaz somente hoje, com visitação aberta ao público e gratuita, das 14h às 20h.

O marchand suíço Dominique Edouard Baechler, responsável pela curadoria, reuniu 66 litografias com guache, todas originais da época (século 19), executadas por renomados artistas europeus.

São ilustrações de geleiras, montanhas cobertas de neve, cenas do dia-a-dia campestre, com pastores e camponeses, lagos, rios, cascatas e outras paisagens da natureza suíça.

Cidades e vilarejos também foram retratados, deixando nítida a sobreposição do urbanismo da era pré-moderna às estruturas arquitetônicas medievais.

Os Alpes, por sua situação estratégica, foram ponto de encontro obrigatório da elite européia da época e também foram pintados, com toda sua beleza e mistério, nas gravuras que compõem Paisagens Helvéticas: Imagens da Sensibilidade Européia no Século 19.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Promoções

Paisagens suíças

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

A data nacional da Suíça é comemorada dia 1º de agosto. Para festejá-la, a embaixada do país no Brasil montou a exposição Paisagens Helvéticas: Imagens da Sensibilidade Européia no Século XIX, em cartaz somente hoje, com visitação aberta ao público e gratuita, das 14h às 20h.

O marchand suíço Dominique Edouard Baechler, responsável pela curadoria, reuniu 66 litografias com guache, todas originais da época (século 19), executadas por renomados artistas europeus.

São ilustrações de geleiras, montanhas cobertas de neve, cenas do dia-a-dia campestre, com pastores e camponeses, lagos, rios, cascatas e outras paisagens da natureza suíça.

Cidades e vilarejos também foram retratados, deixando nítida a sobreposição do urbanismo da era pré-moderna às estruturas arquitetônicas medievais.

Os Alpes, por sua situação estratégica, foram ponto de encontro obrigatório da elite européia da época e também foram pintados, com toda sua beleza e mistério, nas gravuras que compõem Paisagens Helvéticas: Imagens da Sensibilidade Européia no Século 19.


Leia também
Publicidade