fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Promoções

O domingo é deles

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Foi-se o tempo em que eles eram considerados apenas provedores do lar e deixavam passar longe tarefas como, lavar fraldas, pôr o bebê para dormir, passear com o pimpolho de carrinho, dar mamadeira e outras cositas mas que eram, por assim dizer, obrigações da mulher.

Hoje, além de estar ao lado dos filhos até na sala de parto, os pais curtem e muito a criação dos pequenos. Por isso, em homenagem a esses paizões, que hoje até trocam receitas – basta ver o grande número de chefs de cozinha existentes – traremos três receitas, inclusive uma de papinha, dadas por esses homens brilhantes e amorosos, que não têm mais medo de mostrar o quanto curtem e se orgulham de seus rebentos.

Para começar com o básico, convidamos o servidor público Alexandre Quaresma Inácio Silveira, 33 anos, pai do pequeno Pedro Álvares Silveira, de apenas um mês, para dar a receita de uma papinha. “Ele será alimentado com leite materno até depois dos seis meses, pelo menos, mas já peguei com o pediatra algumas receitas de papinha”, conta o zeloso pai, que se derrete ao contemplar o herdeiro. “Ele é um paizão mesmo”, garante a mamãe de primeira viagem, Giuliana Álvares Silveira.

Perguntado sobre o melhor de ser pai, Alexandre não titubeia. “É poder pegar no colo e embalá-lo”, conta ele, sem esconder o entusiasmo. “É bom também porque aprendi a aproveitar as poucas horas de sono”, diz ele, divertido. Parabéns, papai!


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Promoções

O domingo é deles

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Foi-se o tempo em que eles eram considerados apenas provedores do lar e deixavam passar longe tarefas como, lavar fraldas, pôr o bebê para dormir, passear com o pimpolho de carrinho, dar mamadeira e outras cositas mas que eram, por assim dizer, obrigações da mulher.

Hoje, além de estar ao lado dos filhos até na sala de parto, os pais curtem e muito a criação dos pequenos. Por isso, em homenagem a esses paizões, que hoje até trocam receitas – basta ver o grande número de chefs de cozinha existentes – traremos três receitas, inclusive uma de papinha, dadas por esses homens brilhantes e amorosos, que não têm mais medo de mostrar o quanto curtem e se orgulham de seus rebentos.

Para começar com o básico, convidamos o servidor público Alexandre Quaresma Inácio Silveira, 33 anos, pai do pequeno Pedro Álvares Silveira, de apenas um mês, para dar a receita de uma papinha. “Ele será alimentado com leite materno até depois dos seis meses, pelo menos, mas já peguei com o pediatra algumas receitas de papinha”, conta o zeloso pai, que se derrete ao contemplar o herdeiro. “Ele é um paizão mesmo”, garante a mamãe de primeira viagem, Giuliana Álvares Silveira.

Perguntado sobre o melhor de ser pai, Alexandre não titubeia. “É poder pegar no colo e embalá-lo”, conta ele, sem esconder o entusiasmo. “É bom também porque aprendi a aproveitar as poucas horas de sono”, diz ele, divertido. Parabéns, papai!


Leia também
Publicidade