Saúde

Tudo em cima: como retomar hábitos saudáveis para começar 2021 com o pé direito

Atividade física e boa alimentação são prioridades para este verão

2021 começou com as temperaturas nas alturas, isso porque a estação mais quente do ano marca presença e agita os brasileiros. Nesta época do ano é comum homens e mulheres se preocuparem mais com a aparência física e começarem a intensificar treinos e dietas a fim de estar com o corpo sarado para curtir férias na praia. Mas, como os últimos tempos têm sido bastante atípicos, o verão também não está sendo diferente.

A alimentação saudável e a prática de atividade física são ainda mais importantes neste verão por uma questão de saúde. Além disso, por conta da pandemia, muitas pessoas passaram a ter um estilo de vida mais sedentário e agora é o momento certo para retomar os hábitos saudáveis, ainda mais levando em consideração que as academias não são consideradas ambientes de risco.

Um estudo feito no Reino Unido mostra que as academias não são espaços de alto risco de contaminação da Covid-19. Pesquisa feita pela Universidade Sheffield Hallanem, analisando academias de 17 países europeus, mostra que a chance de contaminação é baixa, e os benefícios à saúde superam o perigo. Por isso, especialistas dão dicas de alimentação e atividade física para recuperar o tempo parado durante a pandemia e voltar, aos poucos, a ter uma vida mais saudável.

Superando o desânimo

As academias ficaram cerca de três meses fechadas. Nesse período, muitas pessoas adotaram o home office e passaram a ficar em casa a maior parte do tempo. Com essa realidade, a atividade física acabou ficando de lado para muitos e o desânimo acabou tomando conta, o que dificulta muito o retorno aos hábitos saudáveis.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A pandemia levou as pessoas a buscarem mais o comportamento sedentário, principalmente por causa do isolamento. E infelizmente, quanto menos ativo o corpo ficar, mais difícil é o retorno. Uma dica para lutar contra o sedentarismo e o desânimo é buscar as atividades coletivas, e modalidades em que a pessoa tem maior prazer em praticá-las”, aconselha Carlos Botelho, coordenador da Bodytech Lago Sul.

Para retomar a rotina de treino, Carlos indica exercícios que movimentam mais de uma articulação, conhecido como multiarticulares. “Além de serem mais seguros para este retorno, têm um gasto calórico maior”, afirma. Alguns exemplos de atividade são o agachamento búlgaro, corrida estacionária, polichinelo, agachamento no smith, levantamento terra e remada no aparelho. “Lembrando, não inicie nenhum exercício sem a orientação de um profissional habilitado”, alerta o coordenador.

Alimentação, aliado indispensável

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Não existe vida saudável sem uma alimentação balanceada. Para quem extrapolou nos alimentos durante o isolamento e passou a ingerir comidas mais calóricas, o primeiro passo para aderir uma dieta é procurar um profissional nutricionista para que o plano alimentar seja conforme as necessidades individuais, doenças associadas, características econômicas e sociais.

“Durante a pandemia teve um crescente aumento, por parte da população, de produtos com calorias vazias: fast food, doces, comida congelada e álcool e esse consumo desenfreado pode ter como consequências alteração na composição corporal e marcadores bioquímicos como: aumento da glicose, alteração do colesterol total e frações. Desta forma o nutricionista irá adequar a dieta conforme as queixas, sinais e sintomas apresentados”, aponta Karina Aragão, coordenadora do curso de nutrição do Uniceub.

Para o verão, alimentos mais leves são bem-vindos na hora de seguir uma dieta. Até mesmo como forma preventiva de doenças e para o fortalecimento do sistema imunológico, muito importante em época de coronavírus, o mais correto é consumir frutas e verduras, carnes assadas ou grelhadas, cereais integrais, é mais água. “Não existe uma fórmula certa, mas existe um plano alimentar ideal para você, não importa o seu objetivo”, explica Karina.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Pensando em uma alimentação para uma vida saudável pós-isolamento, a coordenadora aconselha adotar, e mudar, alguns aspectos nas refeições:

Adote o suco verde não coado ao seu dia a dia. Ele pode ser preparado com água de coco, couve, cenoura e maçã verde. Além das fibras, é refrescante e fornece cálcio, magnésio e vitamina A.

O suflê de ovos com legumes é uma ótima opção para o almoço. Uma refeição rica em proteína e minerais, além de ser um prato leve.

Troque o arroz tradicional por mandioca, batata ou cará assados e regue com azeite extra virgem, desta forma você garante carboidratos de boa qualidade e energia para enfrentar o verão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Uma boa opção é usar a guacamole: abacate, cebola roxa, tomate, sal à gosto e sumo de limão para temperar. Essa preparação pode te ajudar a ter benefícios para o coração, já que durante a pandemia os produtos industrializados foram consumidos em excesso, prejudicando a saúde cardiovascular.






Você pode gostar