Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Senadores aprovam relatório da CPI da Covid que pede o indiciamento de Bolsonaro por crimes na pandemia

Por 7 votos a 4, os senadores devem levar o relatório ao Procurador Geral da República, Augusto Aras, para análise e avaliação

CPI da Covid Foto Edilson Rodrigues/Agência Senado

Depois de mais de sete horas, por 7 votos a 4, o relatório final da CPI da Covid, estruturado pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), foi aprovado na noite desta terça-feira (26). O documento responsabiliza o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pela prática de pelo nove crimes na gestão durante a pandemia da covid-19 no Brasil.

A favor do relatório, votaram os senadores Eduardo Braga (MDB-AM), Humberto Costa (PT-PE), Omar Aziz (PSD-AM), Otto Alencar (PSD-BA), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Renan Calheiros (MDB-AL) e Tasso Jereissati (PSDB-CE).

Por outro lado, votaram contra o relatório os senadores Eduardo Girão (Podemos-CE), Jorginho Mello (PL-SC), Luis Carlos Heinze (PP-RS) e Marcos Rogério (DEM-RO).

A decisão põe fim aos trabalhos investigativos elaborados durante seis meses e que pediu o indiciamento de 78 pessoas e duas empresas, por suspeita de desvios, fraude e imprudência no combate ao novo coronavírus. O relatório completo possui 1.289 mil páginas.








Você pode gostar