Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Renan retira Silas Malafaia da lista de indiciados pela CPI

“Só foi retirado o nome dele”, afirmou o relator

Por Willian Matos 20/10/2021 11h21
Foto: Isac Nóbrega/PR

O relator da CPI da Pandemia, senador Renan Calheiros (MDB-AL), retirou o nome do pastor Silas Malafaia da lista de indiciados pela comissão. O relatório final é apresentado nesta quarta-feira (20).

A indiciação de Malafaia era ponto de divergência entre os senadores. Ao chegar no Senado, Renan Calheiros confirmou que o pastor foi “absolvido”. “Só foi retirado o nome dele”, afirmou.

Segundo as contas do relator, 69 pessoas estarão na lista de sugestão de indiciamentos.

Renan recua sobre genocídio de Bolsonaro

O senador também voltou atrás sobre as propostas de indiciamento do presidente Jair Bolsonaro os crimes de genocídio contra a população indígena e homicídio. Os senadores do chamado G7 se reuniram na casado senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), na noite de terça-feira (19), e decidiram pela retirada após orientação de Alessandro Vieira (Cidadania-SE).

A reunião também resultou na remoção de uma acusação de advocacia administrativa contra o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) por supostamente ter atuado a favor da empresa Precisa Medicamentos. No entanto, continuará sendo acusado de incitação ao crime por comandar a estrutura de propagação de notícias falsas, junto com o pai e os irmãos Carlos e Eduardo Bolsonaro.








Você pode gostar