Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

PF investiga relação de traficantes com Farc em operação que prendeu primo de Alcolumbre

A apuração mira se o aeródromo de propriedade do primo do parlamentar dava apoio logístico para as aeronaves utilizadas no tráfico de drogas

Por FolhaPress 20/10/2021 9h07

Fabio Serapião, Camila Mattoso e Mônica Bergamo
SÃO PAULO, SP

A operação deflagrada pela Polícia Federal nesta quarta (20) contra um grupo envolvido no tráfico internacional de drogas investiga a relação de traficantes do Amapá com integrantes das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia). Um dos presos na apuração é Isaac Alcolumbre, primo do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP). Outra detida foi uma colombiana apontada por investigadores como elo do grupo com a guerrilha.

A apuração mira se o aeródromo de propriedade do primo do parlamentar dava apoio logístico para as aeronaves utilizadas no tráfico de drogas. Além de fornecer combustíveis de forma irregular, em quantidade muito acima da necessária para os voos, os aviões decolavam do aeródromo sem plano de voo e passavam por mudanças internas para transportar a droga.

No local, o PF encontrou armas durante as buscas realizadas com autorização da Justiça. A PF monitorou todo o processo de organização de uma viagem de transporte de 450 kg de Skunk (tipo de maconha mais potente) produzida na fronteira da Colômbia com a Venezuela.

Até os responsáveis por transportar os pilotos foram acompanhados e a movimentação registrada em fotos e vídeos.
Com um piloto preso, a PF encontrou informações sobre como se dava a compra da droga, o carregamento em uma cidade da fronteira da Venezuela com a Colômbia e o pagamento de uma taxa para a guerrilha.








Você pode gostar