Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Notícias

Parlamento europeu pode condenar ataques de Bolsonaro após caso Dom e Bruno

O Parlamento Europeu vota com urgência uma resolução que pede às autoridades brasileiras a investigação imparcial sobre assassinatos

Por FolhaPress 06/07/2022 4h04

Ana Carolina Amaral
Santarém, PA

O Parlamento Europeu vota com urgência nesta quinta-feira (7) uma resolução que pede às autoridades brasileiras a investigação independente e imparcial sobre os assassinatos do jornalista Dom Philips e do indigenista Bruno Pereira.

“O parlamento condena a violência crescente contra defensores ambientais e lamenta os ataques verbais e declarações intimidadoras do presidente Bolsonaro”, afirma a resolução.

O presidente Jair Bolsonaro havia afirmado que Dom e Bruno estavam em uma aventura não recomendável.

O texto também pede às autoridades brasileiras ações imediatas para prevenir violações a direitos humanos e para proteger defensores ambientais.

“A exploração ilegal de ouro ameaça as florestas e a biodiversidade em áreas protegidas, expondo populações indígenas a contaminações e aumentando o desmatamento, especialmente na Amazônia brasileira”, diz a resolução.

“[A aprovação da resolução] é um forte sinal de que o parlamento europeu condena claramente os assassinatos cada vez mais frequentes de indígenas e defensores do meio ambiente no Brasil e identifica claramente a responsabilidade do governo Bolsonaro na crescente violência contra os povos indígenas, bem como nas crescentes taxas de desmatamento a ela associadas”, afirma a eurodeputada do Partido Verde Alemão Anna Cavazzini, que também é vice-presidente da delegação sobre as relações com o Brasil e uma das negociadoras da resolução.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O parlamento europeu deve votar em setembro uma proposta de legislação para proibir a importação de commodities ligadas a desmatamento, o que deve afetar matérias-primas exportadas pelo Brasil como carne bovina, madeira e soja.








Você pode gostar