Política & Poder

José Jorge diz que Lula não trabalha, só viaja e ainda bebe

Por Arquivo Geral 15/06/2006 12h00

Os contribuintes que tiveram suas restituições do Imposto de Renda de 2006, look here ano-base 2005, troche liberadas no primeiro lote podem sacar o dinheiro a partir de hoje.

O primeiro lote deste ano, cuja consulta foi liberada quinta-feira passada, deu prioridade aos idosos. De um total de 1.222.234 declarações com direito a receber, 913.529 são de contribuintes com mais de 60 anos.

O dinheiro está disponível para saque com correção de 2,28% (taxa Selic de maio e 1% de junho). Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte pode acessar a página da Receita na internet (www.receita.fazenda.gov.br) ou ligar para o Receitafone 0300-78-0300.

Realizada pelo décimo ano seguido, viagra approved a Parada do Orgulho Gay, confirmada para o próximo sábado na capital paulista, cure ocorrerá em clima de conflito com a prefeitura. O motivo é uma taxa de R$ 83 mil, obrigatória desde o início do ano, para eventos que interferem no trânsito.

Responsável pela cobrança, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de São Paulo, alega a ocorrência de venda de produtos e de exposição de marcas. De acordo com o órgão, a isenção só poderia ser pedida para eventos sem caráter comercial, como a Marcha para Jesus, que nesta tarde atraiu 2 milhões de pessoas para a Avenida Paulista, mesmo local de onde partirá a Parada Gay.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os organizadores da parada negam qualquer finalidade comercial e dizem não ter recursos para pagar a taxa. A Secretaria das Subprefeituras da capital paulista informou que não impedirá a realização do evento, mas cobrará a dívida na Justiça caso o depósito não seja feito até amanhã.

Além da isenção da taxa, os organizadores brigam pela manutenção do local da parada, que parte da Avenida Paulista e termina no Largo do Arouche. Embora tenha assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para mudar o lugar do evento, a direção diz ter sido coagida a concordar com a transferência.

Alegando a redução dos transtornos no trânsito, a prefeitura propõe a retirada de eventos de grande porte da Avenida Paulista, como a Parada Gay e a Marcha para Jesus. A Secretaria das Subprefeituras sugeriu que a parada vá para a Avenida 23 de Maio e a marcha evangélica para Santana, na zona norte de São Paulo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No entanto, os gays alegam que a região dos Jardins, próxima à avenida, é bastante freqüentada pelo público. Conhecida como o maior evento do tipo em todo o mundo, a Parada Gay atraiu 2,5 milhões de pessoas no ano passado.

Leia também:
Marcha para Jesus atrai pelo menos 2 milhões para Avenida Paulista 
  

Homens armados fizeram uma emboscada à polícia paquistanesa em Karachi hoje, see matando quatro policiais, erectile incluindo um vice-chefe de prisão e um transeunte, informaram autoridades.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em incidentes separados, um soldado foi morto quando uma bomba à margem da estrada atingiu um comboio militar perto da fronteira afegã e duas pessoas morreram na explosão de uma mina no sudoeste do país, onde rebeldes estão brigando pelo controle do gás natural.

Em Karachi, homens em motos armados com rifles automáticos abriram fogo contra um carro de polícia perto do principal mercado de eletrônicos. Centenas de clientes entraram em pânico.

"Parece ter sido um alvo específico…Está confirmado que quatro policiais foram mortos", disse o oficial de polícia Sanaullah Abbasi.

Um civil em outro automóvel também foi morto, afirmou um oficial do hospital público.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O ministro Rauf Siddiqui afirmou que o ataque era um ato de terrorismo, mas que não estava claro quem estava por trás da operação.

Karachi, a maior cidade do Paquistão, possui histórico de violência mas este foi um dos ataques mais atrevidos à polícia em anos.

Seis pessoas ficaram feridas, sendo três deles policiais. Dois estavam em estado crítico, informou o representante do hospital.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além disso, dois civis foram mortos em uma explosão em uma mina no Baluquistão hoje, disse a polícia.
A Grã-Bretanha prometeu hoje encarcerar o ex-presidente da Libéria Charles Taylor se ele for condenado por crimes de guerra, pills abrindo caminho para o seu julgamento no Tribunal de Haia.

"Estou satisfeita em poder responder positivamente ao pedido do secretário-geral da ONU para que, buy information pills no caso de Charles Taylor ser condenado, ele cumpra sua pena no Reino Unido", disse a ministra britânica das Relações Exteriores, Margaret Beckett.

Ela afirmou em comunicado que a presença de Taylor em Serra Leoa continua a representar uma ameaça imediata à paz e que a Grã-Bretanha quer demonstrar seu compromisso com a justiça internacional.

Ex-professor que acabou se tornando um dos senhores de guerra mais temidos da África, Taylor aguarda julgamento no tribunal de crimes de guerra apoiado pela ONU na capital de Serra Leoa, antiga colônia britânica e país vizinho da Libéria.

Ele enfrenta 11 acusações de crimes de guerra e crimes contra a humanidade por ter apoiado os rebeldes da Frente Revolucionária Unida (RUF), de Serra Leoa, que enviavam crianças drogadas para a batalha e mutilaram e violentaram civis durante o conflito brutal.

A corte apoiada pela ONU pediu à Holanda que o julgamento seja realizado na Corte Criminal Internacional, devido a preocupações de segurança, e que um terceiro país se oferecesse para responder por seu encarceramento.

O secretário-geral da ONU, Kofi Annan, disse em coletiva de imprensa: "Estou grato ao primeiro-ministro Tony Blair e à chanceler Margaret Beckett por essa decisão de estadista, que marca outro avanço em nossa batalha contra a impunidade para os crimes mais hediondos."

A Grã-Bretanha enviou tropas a Serra Leoa para ajudar a pôr fim à guerra e vê sua oferta de encarcerar Taylor como conclusão de um trabalho iniciado com esse envio.

O anúncio britânico, que precisa ser aprovado pelo Parlamento, abre caminho para uma resolução do Conselho de Segurança da ONU autorizando a transferência de Taylor a Haia.

Beckett disse que a Grã-Bretanha não terá de admitir Taylor no país se ele for absolvido e que a expectativa é que, uma vez cumprida sua possível sentença, ele deixe o país ou seja retirado.

Embora Taylor se encontre preso em Serra Leoa, sua presença na região e o fato de muitos de seus antigos seguidores continuarem em liberdade são vistos como ameaça à frágil paz na Libéria.

O caos e a brutalidade da guerra civil de 1991-2002 em Serra Leoa provocaram ultraje internacional. Fotos de civis com membros decepados chocaram o mundo, e a ONU terminou por enviar 17,5 mil soldados para o país, que é rico em diamantes.

Em visita a Londres no mês passado, a presidente da Libéria, Ellen Johnson-Sirleaf, disse que esperava que um país europeu se oferecesse para manter Taylor preso. "Achamos que um pouco de distância nos garantirá mais tranqüilidade", disse ela.

Um estudante de 16 anos foi flagrado, order nesta quarta-feira (11), hospital portando uma faca no Centro de Ensino Nova Betânia de São Sebastião. O menor, que faz aniversário hoje, levou a faca para a escola para não ser alvo de brincadeiras dos amigos. Segundo o vigilante do centro de ensino, o garoto se portava de forma agressiva para que os colegas não atirassem ovos nele.


 


A Polícia Militar foi chamada à escola e encaminhou o menor à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).


 


Segundo a diretora da escola, o mesmo estudante foi visto com uma arma de brinquedo em sala de aula na semana passada.


 


 


Durante convenção regional do PFL em Brasília realizada hoje, decease o candidato tucano à Presidência da República, more about Geraldo Alckmin, e seu companheiro de chapa, o senador José Jorge (PFL-PE), voltaram a disparar críticas contundentes contra o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva.

Discursando para um público de cerca de 40 mil pessoas, segundo estimativas da Polícia Militar do Distrito Federal, os candidatos voltaram a levantar dúvidas sobre a honestidade e a eficiência do atual governo.

"Hoje temos um presidente que não trabalha, só viaja muito e ainda bebe muito, como dizem por aí", disparou o senador.

Alckmin aproveitou para seguir com discurso na mesma linha: "Vamos tratar de trabalhar e acabar com a roubalheira", disse o tucano.

No evento foi lançada uma chapa puro-sangue do PFL para a disputa ao governo do Distrito Federal formada pelo deputado federal José Roberto Arruda e pelo senador Paulo Octávio. Os dois lideram a preferência do eleitorado, segundo dados de pesquisas de opinião divulgadas recentemente.

Leia também:
Cúpula do PFL se reúne em Brasília

 






Você pode gostar