Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Ernesto Araújo também estará na mira da CPI da Covid

Ex-chanceler foi demitido por má articulação junto ao exterior na compra de vacinas e insumos contra a covid-19

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, também será investigado pela CPI da Covid. O ex-chanceler foi demitido por má articulação na compra de vacinas junto ao Exterior. Na semana passada, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), oficializou a criação da CPI da Covid, cinco dias depois da determinação do ministro do STF Luís Roberto Barroso.

Além de não conseguir buscar parcerias necessárias para compra de vacinas, Ernesto já debochou da covid chamando o vírus de “comunavírus”. O ex-chanceler também já intitulou a vacina coronavac de “vachina”. A vacina chinesa coronavac é uma das duas usadas pelo Brasil até agora na imunização da população.

“O foco, neste caso, é a atuação do Brasil em âmbito internacional para verificar quais foram as ocasiões em que o ministério atuou para conseguir vacinas e insumos para o país e se ‘questões ideológicas provocaram o insucesso da empreitada'”, diz a CPI. A informação é do jornal O Globo.

“No plano de trabalho, também é destacado que o conteúdo das investigações precisa ser tornado público, ‘tomando as devidas providências para responsabilizar, na forma da lei, as pessoas envolvidas, direta ou indiretamente, bem como dar conhecimento dos crimes à população e aprimorar, conforme necessário, as leis aplicáveis’”.

“CPI não é caça às bruxas”

Favorito para presidir a CPI da Covid, contando com o apoio do Planalto e também da oposição, o senador Omar Aziz (PSD-AM) afirmou ao jornal Folha de S.Paulo que os trabalhos de investigação devem ser levados adiante de uma maneira técnica e que a comissão “não é caça às bruxas”.

“Não podemos começar uma investigação com uma pecha na testa de quem é a favor ou contra o governo. Até agora não tem acusação contra ninguém. Se você chega lá com uma opinião formada para que vai investigar? ‘Ah, o fulano é responsável por 20 mil mortes’. A CPI vai fazer o quê? CPI não é caça às bruxas”, disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar