Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Doria: Minha solidariedade ao Supremo; Brasil não vai virar Venezuela

Para o governador, “a maioria dos brasileiros quer a democracia e saberá democraticamente derrotar os extremistas”

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reforçou a solidariedade ao Supremo Tribunal Federal (STF) e aos ministros da Corte após disparos de rojões contra o prédio do órgão realizados por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro neste final de semana.

“Quero dizer aos saudosistas da ditadura que vocês já perderam. O Brasil não vai virar uma Venezuela, nem Bielorrússia ou Cuba. Nem ditadura fascista, nem proletária”, disse Doria durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Para o governador, “a maioria dos brasileiros quer a democracia e saberá democraticamente derrotar os extremistas”. Pela manhã desta segunda, 15, a Polícia Federal prendeu uma das organizadoras do movimento, a militante bolsonarista Sara Winter.

Estadão Conteúdo






Você pode gostar