Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

CPI aprova nova convocação de Marcelo Queiroga

Ministro não respondeu aos questionamentos enviados pelos integrantes da comissão, o que irritou os senadores

Por Willian Matos 07/10/2021 12h32
Queiroga na CPI Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

A CPI da Covid aprovou, nesta quinta-feira (7), requerimento para uma nova convocação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Este será o terceiro depoimento dele à comissão. O requerimento foi apresentado por Alessandro Vieira (Cidadania-SE).

No início da semana, os senadores haviam decidido que Queiroga não seria convocado, mas teria que responder perguntas enviadas pelos senadores em até 48 horas. Estas questões não foram respondidas, o que irritou os parlamentares e os levaram a chamá-lo pela terceira vez. A data do depoimento será marcada por Omar Aziz (PSD-AM).

Além de falar sobre sua postura durante viagem aos Estados Unidos junto à comitiva brasileira para a Assembleia-Geral da ONU, Queiroga deve ser perguntado sobre possível influência do Palácio do Planalto na retirada de pauta da reunião da Conitec da análise do uso da cloroquina para tratamento de Covid. O órgão retirou da pauta de hoje a análise do estudo e, para senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da Pandemia, a medida ocorreu a mando do presidente Jair Bolsonaro.

“Isso seria votado agora pela Conitec. O senhor presidente da República se reuniu anteontem com o Pazuello [Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde] e o general Ramos [Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República] e mandou a ordem para o Marcelo Queiroga: ‘Tira da pauta, não vota’”, declarou Randolfe Rodrigues.

Para o senador, a alteração na pauta obriga a CPI a convocar Queiroga.








Você pode gostar