Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Bolsonaro ignora quarentena e aparece em manifestação pró-governo

O presidente foi orientado a ficar em isolamento até refazer os testes para o coronavírus.

O presidente Jair Bolsonaro ignorou, neste domingo (15), as restrições de quarentena e apareceu na frente do Palácio do Planalto para comprimentar manifestantes pró-governo que compareceram ao ato convocado pelo próprio presidente. O protesto aconteceu mesmo com as recomendações de combate ao Covid-19, que instruiu a evitar aglomerações, e o cancelamento oficial do evento. 

Os apoiadores de Bolsonaro iniciaram o ato em frente ao Museu Nacional e, com um carro de som, caminharam até a praça dos três poderes, onde se encontraram com o presidente. A polícia ainda não estimou quantos manifestantes estiveram no ato do DF. 

O presidente participou e cumprimentou apoiadores mesmo após desencorajar as manifestações em pronunciamento oficial na TV e no Rádio. 

O ato aconteceu mesmo com o decreto do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, que proibiu aglomerações com mais de 100 pessoas durante 15 dias na capital. 

Os manifestantes gritavam “Fora Maia” e um deles chegou a pedir que o presidente fechasse o Congresso Nacional. Os apoiadores também criticaram o presidente do STF, Dias Toffoli.

Nas redes sociais apoiadores de Bolsonaro subiram a tag “#DesculpaJairMasEuVou”  e “#DesculpaJairMasEuVouDia15”. 

O presidente participou do ato com uma camisa da Seleção Brasileira de Futebol e, ao seu lado, estava o lutador de MMA, Borrachinha. 

Pelo Brasil

Manifestantes saíram pelas ruas do Brasil para apoiar o presidente. Em Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Distrito Federal e Salvador – cidades com casos de coronavírus  – os eventos iniciaram pela manhã e adentraram a tarde. Em São Paulo, cidade mais afetada pela Covid-19 (65), os atos acontecem durante a tarde. 

Além dessas cidades os atos aconteceram em outros lugare. Belém, Ribeirão Preto, Uberlândia, Santarém, Gaspar e Parnaíba foram cidades que reuniram grandes aglomerações em prol das manifestações. 

O Presidente compartilhou em seu twitter vídeos dos atos pelo Brasil. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Reação

No twitter alguns políticos se pronunciaram quanto ao fato de Bolsonaro participar das manifestações. Ex-candidato à presidência, João Amoêdo criticou a atitude do presidente e caracterizou como “Totalmente irresponsável”. 

Já Flávio Dino, governador do Maranhão, disse ser inacreditável. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 






Você pode gostar