Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Política & Poder

Após reunião hoje, Temer quer dar como encerrado episódio de ministro da Justiça

Por Agência Estado 27/09/2016 7h25

O presidente Michel Temer reuniu-se na manhã desta terça-feira, 27, no Palácio do Planalto, com o ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, para reforçar a mensagem de que é preciso tomar cuidado com as declarações públicas, principalmente em agendas de campanha. A "bronca" dada pelo presidente aconteceu por conta das declarações de Moraes, divulgadas pelo jornal O Estado de S. Paulo no domingo, 25, de que a Operação Lava Jato teria uma nova fase nesta semana. Na segunda-feira, 26, a força-tarefa culminou com a prisão do ex-ministro Antonio Palocci.<p><p>Segundo fontes do Planalto, a conversa foi rápida e a intenção do governo é tentar dar o episódio como encerrado para poder afastar a crise – causada por uma suposta antecipação da Lava Jato – do governo. O risco de demissão do ministro, pelo menos até o momento, está afastado. Temer reforçou a Moraes que declarações polêmicas atingem o governo e devem ser evitadas.<p><p>A conversa não constou na agenda de nenhum dos dois e aconteceu antes da revelação, também feita pelo Estado, de que Moraes reuniu-se com o superintendente regional da Polícia Federal em São Paulo, Disney Rosseti, na sexta-feira, 23, dois dias antes da fala polêmica. O encontro com o superintendente da PF ocorreu na sede do Departamento de Polícia Federal da capital paulista e, conforme divulgado pela agenda oficial do ministro, durou uma hora.<p><p>Por meio de sua assessoria, Moraes afirmou que no encontro com Disney Rosseti foram tratados pelo menos três assuntos: "tráficos de drogas e armas, inclusive trabalho conjunto com a Polícia Civil e Militar; fiscalização de empresas de valores (em virtude do aumento de roubos com explosivos e armamento pesado); e aperfeiçoamento da legislação sobre guarda de armas em estabelecemos bancários, em virtude do grande número de roubos de armamento das empresas de segurança privada". Procurada, a assessoria de imprensa do Departamento da Polícia Federal de São Paulo ainda não se manifestou sobre o encontro.<p><p><b>’Infeliz coincidência'</b><p><p>No domingo, Moraes falou durante evento de campanha de Duarte Nogueira à prefeitura de Ribeirão Preto (SP), em uma conversa com integrantes do Movimento Brasil Limpo (MBL), que uma nova etapa da Operação Lava Jato seria deflagrada nesta semana. "Teve a semana passada e esta semana vai ter mais, podem ficar tranquilos. Quando vocês virem esta semana, vão se lembrar de mim", disse.<p><p>Na segunda-feira, após a operação que prendeu Palocci, Temer chamou o ministro para uma conversa no Palácio do Planalto para cobrar dele mais explicações. Moraes, porém, estava em São Paulo e os dois conversaram pelo telefone. Temer teria aceitado as explicações de que se tratou de uma "infeliz coincidência".<p><p>Moraes vai participar do encontro com ministros e deputados da base aliada no Palácio da Alvorada na noite desta terça. Temer ainda tem a intenção de fazer uma reunião "de alinhamento" com os ministros, a fim de amenizar as seguidas crises causadas por declarações "desnecessárias" e consideradas prejudiciais ao governo. <br /><br /><b>Fonte: </b>Estadao Conteudo








Você pode gostar