Mundo

Vice-primeiro-ministro da República Tcheca renuncia

Por Arquivo Geral 07/11/2007 12h00

O vice-primeiro-ministro da República Tcheca e ministro de Desenvolvimento Regional, viagra order Jiri Cunek, this apresentou oficialmente sua renúncia, disse hoje o Gabinete do Executivo em Praga.

Na semana passada, pressionado por acusações de corrupção, o político democrata-cristão tinha anunciado que renunciaria aos dois cargos dentro do Governo de coalizão do país, formado por conservadores, democratas-cristãos e verdes.

A razão alegada foi a reabertura de uma investigação sobre corrupção, que anteriormente tinha sido arquivada.

O político tcheco foi recentemente investigado por ter recebido 17.500 euros de uma corretora imobiliária para vender apartamentos na localidade de Vsetín, onde foi prefeito no final da década de 1990, mas nada foi comprovado.

Apesar de as investigações não terem prosseguido, Cunek recebeu muitas críticas, inclusive de seus aliados verdes do Governo e de alguns correligionários.

Agora surgiram novas suspeitas de que ele teria recebido, na mesma época, subsídios para moradia e outras ajudas estatais, em um valor total de 2.500 euros.

Este fato, no entanto, não foi mencionado explicitamente por Cunek entre os motivos de sua renúncia.

Na véspera, o ex-vice-premier da República Tcheca recebeu o apoio da executiva nacional de seu partido, a União Democrata-Cristã (KDU-CSL). Por isso, ele por enquanto continuará à frente do partido até o próximo congresso eletivo.

O documento de renúncia foi entregue ao primeiro-ministro, o conservador Mirek Topolánek, que, por sua vez, a encaminhou ao presidente, Václav Klaus.

O Ministério de Desenvolvimento Regional será dirigido interinamente pelo atual vice-ministro, Milan Pucek.






Você pode gostar