Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Mundo

Urgente: Procurador anticorrupção do Peru pede prisão preventiva de Keiko Fujimori

Keiko conseguiu se candidatar apesar de ser investigada por receber supostamente dinheiro ilegal da construtora brasileira Odebrecht

Um procurador anticorrupção peruano pediu, nesta quinta-feira (10), a prisão preventiva para a candidata direitista Keiko Fujimori, por ter se reunido indevidamente com uma testemunha do caso Odebrecht, enquanto o resultado da eleição presidencial de domingo continua em aberto.

O procurador José Domingo Pérez pediu à Quarta Vara do Crime Organizado “que seja revogado o comparecimento com restrições (liberdade condicional) e seja emitida a prisão preventiva contra a candidata Keiko Fujimori Higuchi”, que disputa a presidência do Peru contra o candidato de esquerda Pedro Castillo, que tem uma leve vantagem na apuração dos votos.

Keiko conseguiu se candidatar apesar de ser investigada por receber supostamente dinheiro ilegal da construtora brasileira Odebrecht para suas campanhas de 2011 e 2016, acusações que ela nega.

© Agence France-Presse






Você pode gostar