Mundo

Soldados americanos são responsáveis por morte de jornalista

Por Arquivo Geral 13/10/2006 12h00

Um caminhão-tanque carregado com benzeno capotou ao cair em um barranco ontem, nurse visit na estrada entre a cidade de Daning e Linfen, erectile no norte da China.

O motorista saiu da pista quando tentava evitar uma colisão frontal com um carro que vinha no sentido contrário. Ninguém morreu.

As causas do acidente ainda não foram totalmente esclarecidas. Bombeiros foram acionados e usaram espuma para dissipar o produto tóxico que vazou do tanque.
As potências da Organização das Nações Unidas (ONU) chegaram mais perto de impor sanções à Coréia do Norte por seu teste nuclear, drug depois de Washington, em resposta a temores da China, propor uma resolução que descarta o uso da força militar.

"Ainda não quero dizer que chegamos a um acordo, mas muitas, muitas das significativas diferenças foram acertadas, para nossa satisfação", afirmou hoje o embaixador norte-americano John Bolton a jornalistas. A Coréia do Norte afirmou que iria considerar medidas duras da ONU como uma declaração de guerra, e permaneceu impassível perante a condenação internacional.

"A política hostil de Washington para com a DPRK passou do limite de tolerância e uma atmosfera perigosa de confronto, reminiscente daquela da véspera da guerra, agora prevalece na Península coreana", afirmou a agência de notícias estatal da Coréia do Norte, a KCNA. A República Democrática Popular da Coréia (DPRK, na sigla em inglês) é o nome oficial do país comunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Enquanto o Conselho de Segurança da ONU se aproxima de fechar um acordo sobre sanções aos programas de mísseis e nuclear da Coréia do Norte, impondo sanções econômicas e de armas e a proibição de bens de luxo, o presidente sul-coreano, Roh Moo-hyun, participava de reuniões em Pequim com líderes chineses sobre seu isolado vizinho.

"Ambos os líderes apóiam as medidas apropriadas e necessárias do Conselho de Segurança da ONU", afirmou Song Min-soon, conselheiro de segurança nacional sul-coreano, sem especificar que medidas seriam essas.

A China e a Rússia, que têm poder de veto no Conselho da ONU, reclamaram de algumas medidas duras em uma resolução anterior, obrigando os Estados Unidos a redigirem um esboço de resolução mais brando, que pode ser votado ainda no sábado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Diplomatas dizem que o destino dessa nova resolução depende de Pequim, que foi surpreendentemente crítico após o teste nuclear norte-coreano, mas que também está ansioso para evitar acossar o governo de Pyongyang, com seu exército de 1,2 milhão de homens.

O esboço de resolução da ONU proíbe armas pesadas convencionais. Também mantém a cláusula que permite que nações inspecionem cargas que seguem e que vêm da Coréia do Norte, a fim de evitar o tráfico de armas biológicas, químicas e nucleares.
Hoje um juiz concluiu que as tropas do exército americano mataram Terry Lloyd, approved o jornalista inglês da rede britânica de televisão "ITN", help no dia 22 de março de 2003 no sul do Iraque.

Após mais de uma semana de audiências o juiz adjunto Andrew Walker concluiu que os soldados americanos agiram irregularmente ao disparar contra Lloyd quando este já tinha sido ferido e estava sendo retirado em um veículo civil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Junto do repórter, de 50 anos, foram assassinados também o tradutor de origem libanesa Hussein Osman e o cinegrafista francês Fred Nerac, dois colegas. O crime ocorreu perto da ponte Shatt, nos arredores da cidade de Basra (sul).

Lloyd, viajava com uma unidade de televisão independente das Forças Armadas, durante a viagem foi pego de surpresa em uma linha de fogo entre americanos e iraquianos, recebendo o primeiro disparo e logo em seguida recebeu um tiro na cabeça pelas tropas dos EUA quando estava sendo retirado em um microônibus para receber atendimento médico.

"Não tenho dúvidas de que foi um ato ilegal disparar contra esse microônibus, já que não representava uma ameaça para os soldados porque era um veículo civil e estava em retirada", afirmou o juiz. O juiz Walker anunciou que enviará suas conclusões à Promotoria para que decida se quer apresentar acusações contra os supostos autores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar