Mundo

Primeiras vacinas da iniciativa Covax devem chegar aos países em fevereiro

Para a diretora, o comitê consultivo da OMS deve deliberar sobre o uso emergencial de mais uma vacina “nesta semana ou na próxima”

A diretora-geral adjunta da Organização Mundial de Saúde (OMS), Mariângela Simão, afirmou nesta quarta-feira, 20, que as primeiras doses de vacinas que fazem parte da iniciativa global Covax devem chegar aos países signatários do acordo em fevereiro Cerca de 190 países fazem parte da iniciativa. Segundo Simão, há a previsão de que 2 a 3 bilhões de doses poderão ser acessadas por meio da Covax até o fim de 2021. “Estamos trabalhando muito próximo das fabricantes que fecharam acordo conosco”, disse.

Para a diretora, o comitê consultivo da OMS deve deliberar sobre o uso emergencial de mais uma vacina “nesta semana ou na próxima”. Há 3 imunizantes em fase final de avaliação pela entidade e 12 candidatas sendo analisadas no total, informou. Entre os imunizantes já sendo utilizados por países, Simão afirmou que a OMS não identificou nenhum efeito colateral grave que justifique a revisão dos produtos.

A OMS estima que ao menos 70% da população mundial deve ser vacinada para que a covid-19 seja erradicada. “Serão necessários bilhões de doses de diferentes vacinas para atingirmos a nossa meta de imunização”, disse a cientista-chefe da entidade, Soumya Swaminathan, que também estava presente na sessão.

Segundo ela, a diminuição da taxa de mortalidade por covid-19 é o primeiro objetivo a ser buscado com as vacinas, antes de os imunizantes terem efeito substancial no nível de infecções do novo coronavírus.

Estadão Conteúdo

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar